segunda-feira, 22 de maio de 2017

.
HOJE  NO 
"i"

"Praias não estão favoráveis
 à prática balnear"

Com temperaturas elevadas: Autoridade Marítima Nacional aconselha precaução nas praias

A  Autoridade Marítima Nacional, em comunicado, aconselha precaução nas praias com as temperaturas elevadas. Apesar da previsão meteorológica do Instituto do Mar e da Atmosfera prever um novo aumento das temperaturas para os próximos dois dias no Continente, a Autoridade Marítima Nacional relembra mais uma vez que as condições do estado do mar, a temperatura da água do mar ainda baixa e a configuração das praias não estão favoráveis à prática balnear.
.
A Autoridade Marítima Nacional aconselha mais uma vez especial atenção a todos aqueles que frequentem as praias, a adotarem uma cultura de atenção, segurança e de prevenção ativa, em especial quando acompanhados por crianças, redobrando os cuidados junto à linha de água.

Relembra-se que apenas nas áreas onde os concessionários já iniciaram a sua atividade é  que existe obrigatoriedade da presença de nadadores salvadores, encontrando-se por isso grande parte das praias, a nível nacional, sem vigilância e sinalização.

Reforça-se, igualmente, que a obrigatoriedade referida é objeto de fiscalização pela Policia Maritima e que a lei está a ser cumprida.  A temperatura da água do mar é ainda baixa o que potencia o choque térmico, as praias não estão ainda estabilizadas do ponto de vista físico e morfológico, o que conjugado com as características da ondulação junto à costa, podem resultar em perigos que não são visíveis nem podem ser antecipados.

Devido à ondelação, as condições estão mais favoráveis para se formarem agueiros e correntes marítimas mais fortes junto à praia.  Assim, existindo ainda estes fenómenos de perigo, que não são visíveis nem podem ser antecipados, a Autoridade Marítima Nacional alerta as pessoas que devem proteger-se e acima de tudo evitar comportamentos de risco, evitando nadar ou caminhar na areia molhada nas praias onde a rebentação for forte.

A Autoridade Marítima Nacional alerta ainda para o cumprimento das regras de segurança, devendo ser mantida, permanentemente, uma atitude de atenção redobrada, em especial com as crianças, junto à linha de costa. ​


* Os portugueses são valentes, têm tradições marítimas, descendem dos valentes navegadores, morrem que nem uns parvos com tanta imprevidência.

.

Sem comentários: