18/03/2019

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.


87-SUBTILEZAS

"Ciúme"


RESUMO ANIMADO


FONTE:   Minutos Psíquicos

..

.
8-A TEMPESTADE
FESTIVAL DE TEATRO DE ALMADA
Cia João Garcia Miguel



Ficha Técnica e Artística
João Garcia Miguel a partir de William Shakespeare | Textos
João Garcia Miguel | Direcção e Encenação
Rita Costa | Assistência de Encenação
António Pedro Lima, David Pereira Bastos, Sara Ribeiro, Vitor Alves Silva | Interpretação
Nuno Rebelo | Música
Rita Prata | Apoio Cenográco e Adereços
Tiago Vieira | Figurinos
Luís Bombico | Desenho de Luz
Manuel Chambel | Direcção som
João Catarino | Imagem gráca
Raquel Matos | Produção
Alcina Monteiro |Consultoria de Imagem e Comunicação
Tiago da Câmara Pereira | Gestão de projectos
Sara Vigário | Assistente de Produção
Jenissa Meggi e Sara Gonçalves | Estagiárias Colégio Gil Vicente


.
.
HOJE NO 
"CORREIO DA MANHÃ"
Cadastrado por tráfico de droga
 fica com arma 

Relação diz que condenado por tráfico tem “idoneidade”.

A PSP quis impedir que um cadastrado, que cumpriu pena de 5 anos e 6 meses de prisão por tráfico internacional de droga, pudesse ter acesso a armas, negando-lhe a renovação da licença de uso e porte por "falta de idoneidade".
 .
Mas o Tribunal da Relação de Lisboa deu razão a um recurso do homem e manda a Polícia dar-lhe a licença. Sustenta que ele não cometeu crimes violentos.

Segundo o acórdão de fevereiro, a que o CM teve acesso, o homem, praticante de caça há duas décadas, pediu a renovação da licença em maio do ano passado, já em liberdade.

O Núcleo de Armas e Explosivos do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP indeferiu "por se considerar não ser, em face da dita condenação, merecedor da confiança que o Estado deposita nos portadores de armas de fogo". Um despacho judicial confirmou a decisão.

Mas o cadastrado recorreu. Queria licença para armas de classe C (caça) e afirmou que negarem-lhe o acesso à licença era "uma penalização acrescida à pena que já cumprira, ou mesmo uma extensão da pena" e que nunca foi "indiciado ou incriminado por utilização ilícita de armas".

PORMENORES
Cumpre "normas sociais"
O Ministério Público também defendeu a falta de idoneidade. Mas os desembargadores dizem que, além de não ter cometido crimes com violência, também agora cumpre as "normas sociais", trabalha e está "integrado em família tradicional".

Droga em pedras
O homem foi apanhado numa rede que em 2012 traficou 530 quilos de cocaína, do Brasil para Portugal, escondida em pedras em dois contentores marítimos. Foram acusadas sete pessoas, em 2013, e o homem condenado em 2014.

* PERGUNTAS:
- Apetece a alguém ser polícia?
- Um traficante cumpre normas sociais?
- Como temos um registo criminal imaculado podemos pedir licença para uso e porte de metralhadora?

.
.
MINUTOS DE
CIÊNCIA/223

Escala e Intervalo




FONTE: Matemática Rio com Prof. Rafael Procopio

.
.
HOJE NO 
"OBSERVADOR"
Dezassete cães foram drogados
 e largados num descampado no
 concelho de Loures

Os cães pertencem a uma matilha de um bairro em Camarate e apareceram a "cambalear de quinta para sexta-feira". Segundo a presidente de associação local, há duas semanas foram encontrados cães mortos.

Segundo a responsável, que recebeu os animais na associação e lhes prestou cuidados, os cães foram largados no Bairro de Santo António, na freguesia de Camarate, Unhos e Apelação, e na Quinta do Mocho, na freguesia de Sacavém e Prior Velho.

A presidente da associação, Ana Sousa, explicou que em causa estão “cães de uma matilha do bairro de São Francisco”, que “apareceram a cambalear numa noite de quinta para sexta-feira”.
.
 Uns deles foram largados “no Bairro de Santo António, onde foram encontrados nove cães [oito machos e uma fêmea] e foi enviada uma voluntária”, indicou.

Os restantes oito cães foram largados na Quinta do Mocho.
A presidente recordou que “há duas semanas foram encontrados cães mortos por envenenamento no concelho, mas não se sabe a que se deveu, nem se está associado a isto”.

“Neste caso, em que não se registou nenhum óbito, achamos que os cães foram drogados para algum propósito, mas que não correu como era previsto e então foram ‘largados'”, acrescentou.
Dada a distância existente entre os locais de abandono e o local onde está localizada a matilha, Ana Sousa acredita que “a ideia do cuidador não seria abandonar os cães para que eles não voltassem, caso contrário eles não seriam largados nestes locais”.

Os animais receberam os respetivos cuidados por parte da associação, mas, tendo em conta a situação “muito frágil” em que o “Chão dos Bichos” se encontra, teve de os entregar ao seu cuidador, não podendo abrigá-los.

A situação foi reportada pela associação ao Departamento de Proteção da Defesa Animal da PSP de Lisboa, mas “não houve investigação porque, segundo eles, não haviam evidências suficientes para isso”, salientou.

A Câmara Municipal de Loures também foi contactada pela associação e a informação recebida foi de que nada podiam fazer porque o canil municipal se encontra sobrelotado, indicou a presidente.
Apesar das tentativas por parte da associação em mostrar a gravidade da situação através de vídeos e fotografias, a câmara, que possuí uma veterinária municipal, apenas explicou que se “deveria levar um cão para exames e testes na Universidade Lusófona”, mas nessa altura “os cães já estavam acordados”, acrescentou.

Contactada pela Lusa, a Câmara de Loures disse que esta situação “foi resultado de uma ação ilegal de abandono, em que a técnica utilizada foi a sedação dos animais” e, “por configurar um crime punível, será reportada às autoridades”.

Segundo o município, o Centro de Recolha Oficial (CRO) está de facto lotado, mas estão já “em fase de conclusão os procedimentos para a empreitada de alargamento das atuais instalações no que respeita ao alojamento de canídeos, que permitirá um aumento da capacidade atual em 50%, mas também a criação da valência de gatil, até hoje inexistente”.

Além destes investimentos, com implementação no primeiro semestre deste ano, está contemplado no Orçamento para 2019 a verba necessária para o desenvolvimento de um novo CRO no município de Loures.

O dirigente nacional do Bloco de Esquerda e candidato à Câmara Municipal de Loures nas últimas eleições autárquicas, Fabian Figueiredo, já pediu esclarecimentos à câmara, afirmando ser “lamentável a incapacidade política com que os assuntos relacionados com os animais são tratados no concelho de Loures”.

“Esta situação é mais uma prova dessa falta de competência”, frisou.

“Há animais a serem assassinados no concelho, o executivo autárquico tem adiado sucessivamente a construção do novo CRO e falhou em encontrar uma solução para a associação Chão dos Bichos” nesta situação, indicou Fabian Figueiredo.

* Quando os políticos locais tratam deste modo os animais nenhum ser humano pode almejar melhor trato.

.
.
XXXII- MEGA MÁQUINAS

2-Descolagem Vertical



*Interessante série reveladora da quase perfeição mecânica, notável produção do Canal Discovery.

O título da rubrica MEGA MÁQUINAS não se conforma apenas com as enormes dimensões de algumas que temos exibido, abrange todas as que têm MEGA INFLUÊNCIA nas nossas vidas.


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

FONTE:  Universo do Documentário 2.0 

.. .
.
HOJE NO 
"RECORD"
Frederico Varandas: 
«Não chega um pedido de desculpa envergonhado quase em off»

Presidente do Sporting quer que se faça mais para combater as agressões de que dirigentes do Sporting foram alvos

Frederico Varandas voltou a repudiar as agressões de que foram alvos dirigentes do Sporting, no Bessa, após o jogo com o Boavista, e no Dragão Caixa, durante o encontro com o FC Porto em hóquei em patins, e, embora tenha salientado os pedidos de desculpa de vários quadrantes através de telefonemas (entre eles Pinto da Costa e Pedro Proença), o presidente leonino sublinhou que é preciso mais.
 .
"No episódio do Bessa, tivemos um elemento do Conselho Diretivo agredido, por trás, com murros na nuca, e há 48 horas tivemos uma agressão miserável a uma senhora, esmurrada na face. Em ambos os casos existe a particularidade de serem precisos vários cobardes para o fazerem. É preciso uma matilha de cobardes. O que aconteceu não pode ser esquecido, ignorado nem tolerado. Gente desta tem de ser banida. Federações, Liga, Conselhos de Justiça e Disciplina, Secretaria de Estado do Desporto não podem fingir que isto não aconteceu. Se as leis existem, que haja coragem para as aplicar. Não chega um telefonema pessoal para o presidente a pedir desculpa, não chega um pedido de desculpa envergonhado, quase em off, ao presidente do Sporting. Ficámos à espera do que acontecia depois do Bessa e para além da queixa-crime nada aconteceu. Recebi um telefonema de Pedro Proença a mostrar solidariedade mas é preciso uma ação da Liga. Nada aconteceu. E não se vai lá com pedidos de desculpa envergonhados em off. O exemplo vem sempre de cima", referiu o responsável máximo verde e branco numa conferência de imprensa em Alvalade.

* Muitos recintos desportivos estão transformados em 'coliseus' de bárbaros, as punições adequadas são inexistentes.

.

VASCO LUPI

.






Bolsonomics? 

A Bolsa Brasileira subiu 16,7% desde que Bolsonaro foi eleito.
Uma demonstração de confiança dos mercados na política económica do novo governo.

Bolsonaro foi eleito pelo desejo de mudança do povo Brasileiro. Mudança a nível social, educacional e económico. A política económica divide-se em três objetivos fundamentais: controlar a inflação, baixar o desemprego e reduzir o défice orçamental. Para atingir qualquer um dos três o crescimento económico é vital. O ciclo económico parece soprar a favor de Bolsonaro. Prova-o o crescimento do PIB estimado para 2019, 2,5%, substancialmente acima dos 1,3% de 2018.

Para o auxiliar na redução do défice, Bolsonaro escolheu Paulo Guedes como ministro da economia. O liberal da escola de Chicago promete uma forte política de privatização, tendo a pretensão de vender 50 das 150 empresas que compõem a esfera pública, destacando-se a gigante Petrobras. O objetivo é claro e foi definido por Bolsonaro na sua campanha: ter um saldo positivo primário até 2020. O défice orçamental em 2018 está projetado em 7% e o saldo primário em -2%. A meta parece ser, no mínimo, ambiciosa.

Além disto, a instabilidade política, o congresso e a burocracia no Brasil são duros obstáculos às iniciativas governamentais, além da constante corrupção. Realidades essas captadas no slogan de campanha utilizado por Bolsonaro "Menos Brasília e mais Brasil". Considere-se como exemplo do impacto destas barreiras o corte no crescimento do PIB de 2018. Chegou a estar projetado para 2,6%, mas a incerteza das eleições, a reforma dos transportes públicos e o atraso em aplicar algumas reformas levou à revisão por baixo. Há sempre forças que colidem com a ordem económica e, no Brasil, a burocracia é uma delas. Infelizmente, negativa.

Paralelamente, outro obstáculo à aplicação do plano económico poderá vir do interior do Palácio do Planalto. Nem todos os elementos do governo partilham do radicalismo das ideias económicas do ministro e a contestação a algumas das reformas já começou. Para viabilizar, em parte, a segurança social o ministro Paulo Guedes pretende aumentar a idade de reforma mínima para os 65 anos, tanto para homens como para mulheres. Antes de chegar ao congresso a proposta já está a ser altamente contestada publicamente por três ministros. Inclusive, um dos três, considerou a proposta "um ensaio e não um jogo final." As guerras internas serão um teste à autoridade de Paulo Guedes no governo, podendo levar a um desvio face à sua matriz económica. 

Independentemente das políticas socias e da discordância, ou não, em relação a algumas das crenças de Bolsonaro, a realidade é que o plano económico do novo Presidente foi consensualmente bem-recebido. A estrutura do Estado era, e é, demasiado pesada e burocrática. A segurança social não é sustentável. Os níveis de dívida, 77% do PIB, são demasiado altos para uma economia emergente. A grande questão não é se o Brasil precisa ou não da mudança, mas sim se Bolsonaro e a sua equipa serão capazes de a levar a cabo, acertadamente.

Executar o plano até aqui delineado é o próximo passo. E executá-lo adequadamente será o maior dos desafios de Bolsonaro e do seu Governo. A Bolsa Brasileira, reflexo dos investidores, parece acreditar que Bolsonaro caminha na direção correta – fechou em máximos históricos. Contudo, a onda de esperança associada às reformas prometidas pode acabar por esbarrar na dura realidade brasileira. A realidade da burocracia que torna Brasília maior do que o Brasil.

* Membro do Nova Investment Club

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
13/03/19


.
.


1854.UNIÃO



EUROPEIA



AMAM A FRANÇA
.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/
/DINHEIRO VIVO"
Produtos falsificados para a Europa
 valem 121 mil milhões de euros

Calçado e vestuário continuam a ser os produtos mais falsificados em todo o mundo. A esmagadora maioria tem origem na China e em Hong Kong.

O comércio de bens falsificados tem vindo a subir nos últimos anos de forma sustentada, em todo o mundo, mas também na Europa. “Os resultados mostram que, em 2016, as importações de produtos contrafeitos e pirateados para a UE ascenderam a 121 mil milhões de euros”, refere o relatório conjunto da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE) e do Instituto da Propriedade Intelectual da União Europeia, divulgado esta segunda-feira.
.
 NÃO É SÓ CALÇADO...
ZOTYE T700 - O 'porshe chinês' MACAN
PORSHE MACAN
Os dados dizem respeito apenas a apreensões aduaneiras e não incluem os produtos contrafeitos e pirateados produzidos e consumidos no mercado interno, nem os conteúdos digitais pirateados na Internet.
De acordo com os resultados, o valor de produtos contrafeitos “representa até 6,8 % das importações da UE, face a 5 % das importações” em 2013, ou seja, um crescimento de 1,8 pontos percentuais em apenas três anos, o que no entender da OCDE Em termos mundiais, o valor dos produtos contrafeitos também aumentou de forma significativa, passando de 461 mil milhões de dólares em 2013, para 509 mil milhões de dólares em 2016. Um aumento de 3,3% das importações mundiais.

Calçado e vestuário são os mais falsificados 
A falsificação de produtos é transversal a todas as indústrias, mas a maior parte ocorre nos bens de consumo como o calçado, o vestuário, a eletrónica (telefones e baterias) e os produtos de luxo, como relógios.

O relatório refere que, “embora os produtos contrafeitos e pirateados sejam originários de praticamente todas as economias de todos os continentes, a China e Hong Kong continuam a ser, de longe, os maiores locais de origem.”
.
 Já as empresas mais prejudicadas continuam a estar registadas nos países da OCDE, principalmente Estados Unidos, França, Itália, Suíça, Alemanha, Japão, Coreia do Sul e Reino Unido. O relatório conclui que a “contrafação e a pirataria representam um risco crítico para todas as empresas inovadoras que dependem da propriedade intelectual para apoiar as suas estratégias comerciais, independentemente da sua localização.”

* Parece que Hong Kong não é China, o país onde os artigos contrafeitos são genuinamente falsificados.

.
.
Grandes Tesouros da Arqueologia

3- A Cidade Perdida

do Rei Herodes


DOCUMENTÁRIOS ptfelicitas

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
4. RADIOGRAFIA DE
UM AEROPORTO
4.5-Cruzamento do Mundo



FONTE: DOCUMENTÁRIOS ptfelicitas

.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/ 
/DA MADEIRA"
Formalizada nos Açores constituição
 da agência espacial portuguesa

A cerimónia de assinatura da escritura de constituição da agência espacial portuguesa decorreu hoje em Ponta Delgada, com o ministro da Ciência a valorizar este “passo para o futuro” na estratégia europeia para o espaço.

“É possível também em Portugal usar o espaço para criar emprego. A ambição que temos é multiplicar por dez vezes os negócios na área espacial em Portugal, certamente valorizando o conhecimento científico, a capacidade empreendedora, e o conhecimento que se gera e produz nos nossos centros de investigação, universidades e politécnicos”, vincou o ministro Manuel Heitor.

O governante, ladeado pelo presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, falava no Palácio de Santana, em Ponta Delgada, depois de assinada a escritura de constituição da agência Portugal Space, que terá sede na ilha açoriana de Santa Maria.
 .
Para Manuel Heitor, este é um passo “também com significado na Europa”, que garante “maior ambição” a Portugal nesta área.

O chefe do executivo açoriano, Vasco Cordeiro, disse haver um “significado político” neste processo, com a “opção política do Governo da República” de constituir a agência espacial a merecer elogios do governante.

“Nesta nova área do conhecimento e da economia”, o espaço, a “geografia” dos Açores “fundamenta e legitima” a região como “presença de vanguarda” no setor, disse Vasco Cordeiro.

Por outro lado, há também um “significado prático” na agência espacial, sendo este momento o do “princípio”.

“Este não é um ponto de chegada, de conclusão. A partir daqui inicia-se muito trabalho, um processo de criação de novas áreas de desenvolvimento para a nossa região e o nosso país, alicerçadas no conhecimento e com um elevadíssimo potencial para a criação de emprego qualificado e riqueza”, sublinhou Vasco Cordeiro.

Os termos para a constituição da Portugal Space foram aprovados recentemente em Conselho de Ministros e estão estabelecidos numa resolução que autoriza a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), onde funciona o Gabinete do Espaço, a associar-se à Agência Nacional de Inovação, a uma entidade da área da Defesa Nacional e a uma outra responsabilidade da Região Autónoma dos Açores, com a colaboração da Agência Espacial Europeia (ESA).

O ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, Manuel Heitor, havia já referido que a Portugal Space iria avançar ainda este mês com a aprovação dos seus estatutos e a indicação do seu diretor, que será estrangeiro.

A agência espacial portuguesa terá a sua sede em Santa Maria, onde será construída uma base de lançamento de microssatélites, mas também instalações em Lisboa e em outros locais do país.

O Estado, adiantou o governante, irá investir, através da FCT, entre 500 mil euros e um milhão de euros para garantir os “custos de operação e arranque” da agência, incluindo a contratação de dez técnicos especializados, e que o objetivo será “atrair financiamento europeu e das empresas” para suportar o funcionamento da Portugal Space.

Na ilha de Santa Maria será construído o já anunciado porto espacial para lançamento de microssatélites.

Espera-se que, de acordo com o calendário fixado, os primeiros lançamentos de pequenos satélites se iniciem na primavera ou no verão de 2021, depois de o contrato para a instalação e funcionamento da base ser assinado, em junho de 2019, com os consórcios ‘vencedores’.

A agência espacial portuguesa, que terá a incumbência de coordenar, em articulação com o Governo Regional dos Açores, o programa de lançamento de pequenos satélites, é um dos pilares da estratégia nacional para o setor do espaço - “Portugal Espaço 2030”.

* Tememos e não desejamos que seja mais uma "coisa" sem importância. Em período forte de campanha pré-eleitoral e o primeiro- ministro e PEDRO MARQUES não estarem presentes é sintomático.

.
.
PAULA OLIVEIRA e BERNARDO MOREIRA

ÍNDIOS DA MEIA PRAIA


.
.
HOJE NO 
"JORNAL DE NEGÓCIOS"
Apple lança novos iPad com caneta
 e preços a partir de 399 dólares

Os novos iPad Air e iPad Mini vêm equipados com chips A12 Bionic, que já funcionam nos iPhone XR.

A Apple anunciou esta segunda-feira o lançamento de dois novos iPad, sendo que uma das principais novidades está num acessório pouco habitual nos produtos da empresa da maçã: uma caneta.
.
O novo iPad Air tem 10,5 polegadas e os preços começam nos 499 dólares. A Apple lançou também um novo iPad Mini, com 7,9 polegadas, com preços a partir de 399 dólares.

Ambos os aparelhos trazem uma nova funcionalidade: o Apple Pencil. Como explica a empresa em comunicado, o novo acessório (que custa 99 dólares) vai melhorar a funcionalidade de desenho, escrita e edição de imagem.

O Ipad Air, equipado com o chip A12 Bionic, promete uma melhoria de 70% no desempenho e o dobro da capacidade gráfica. O ecrã cresce 20% e tem mais 500 mil pixels. A versão com telefone custa 629 dólares.

Quanto ao iPad mini, também está equipado com o A12 Bionic (que já funcionam nos iPhone XR) e promete um desempenho três vezes superior à versão atual e gráficos nove vezes mais rápidos. A versão com telefone custa 529 dólares.

A Apple refere em comunicado que os dois novos aparelhos estão já disponíveis para encomendas online (incluindo na Apple Store portuguesa) e chegam às lojas na próxima semana. A Apple vai vender os dois aparelhos com as cores prateado, cinzento e dourado nas versões 64 e 256 GB.

O "iPad continua a providenciar novas experiências mágicas para um crescente número de utilidades onde é o melhor aparelho, desde jogar jogos de realidade aumentada a desenhar com o Apple Pencil, até a fazer streaming de filmes em HD e editar filmes 4K, ou mesmo a desenvolver apps", diz o vice-presidente sénior da Apple, Phil Schiller.

A Apple habitualmente só lança novas gerações dos seus tablets no segundo semestre e na próxima semana tem um evento anunciado para lançar novos serviços de vídeo e notícias.

* Uns bonitos brinquedos para consumistas. Quando o monitor for também uma placa vitrocerâmica talvez tenha interesse.

.
.
.

Portugal bem português

IV-Portugal, um retrato social/3
3-Mudar de vida



Este é um retrato do nosso país. Um retrato da sociedade contemporânea. É um retrato de grupo: dos portugueses e dos estrangeiros que vivem connosco. É um retrato de Portugal e dos Portugueses de hoje, que melhor se compreendem se olharmos para o passado, para os últimos trinta ou quarenta anos. (...) 

Gente diferente: Quem somos, quantos somos e onde vivemos 

Os portugueses são hoje muito diferentes do que eram há trinta anos. Vivem e trabalham de outro modo. Mas sentem pertencer ao mesmo país dos nossos avós. É o resultado da história e da memória que cria um património comum. Nascem em melhores condições, mas nascem menos. Vivem mais tempo. Têm famílias mais pequenas. Os idosos vivem cada vez mais sós.

Um trabalho de investigação excelente de ANTÓNIO BARRETO e uma extraordinária equipa da RTP para a execução desta série.


* Esta é uma compilação de séries pelo  nosso país não apenas pelas prespectivas histórica ou social mas pela recolha de vídeos interessantes de várias origens, actividades e sensibilidades, com diferentíssimos temas que reflectem o nosso quotidiano de modo plural.
Desejamos muito que seja do vosso agrado.


FONTE: universalcosmos

.. . .
.
Nova Zelândia anuncia que 
mudará lei de armas após atentado



FONTE:  EFE BRASIL

.
.
O INOCENTE
 Morte suspeita de testemunha das
 festas 'bunga bunga' de Berlusconi




FONTE:  euronews


.
.
ATENÇÃO BRASIL

 POBRE BETTINA... 


* Ao declarar seu patrimônio milionário em uma peça publicitária, Bettina vira uma personagem cômica na história da Empiricus. Só que a história da empresa não é nenhuma comédia. Hoje, olharemos para a origem da marca.


FONTE:  Meteoro Brasil 

.
.
165-NO GINÁSIO
5 COISAS QUE TODA
A MULHER SARADA FAZ



COM PROFESSORA DANIELA DIAS

* O vídeo de hoje é muito diferente. Aborda os comportamentos que devemos ter para manutenção e equilíbrio da nossa saúde. A professora Daniela é bem esclarecedora.

FONTE: EXERCÍCIO EM CASA

.
.

1916
Senso d'hoje
LUÍS PEDRO NUNES
ANALISTA POLÍTICO
ESCRITOR
"O RATINHO DA LEZÍRIA"/2



* Afirmações que o analista político LUÍS PEDRO NUNES proferiu no debate "EIXO DO MAL" de 14/03/19, SIC NOTÍCIAS. Todo o programa está disponível no youtube.

.

NOTÍCIAS PARA HOJE

.
COMPRE JORNAIS








.
.

RÉPTEIS QUE VAI QUERER TER EM CASA


.
.

BOM DIA


.