16/04/2019

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
86-ARTE ARRISCADA
ORGIA/1
de Pier Paolo Pasolini

Interpretação:
Tabata Carrasco
Yannai Kadamani
Brian Peña
Edna Paredes
Direcção:
Fabio Pedraza 
Cenografia:
Claudia Avila
Claudinsky Factory




CONTINUA PRÓXIMA TERÇA-FEIRA


FONTE: Fabio Pedraza

.

.
ENGENHARIA DE TOPO/7

7.2-Ponte Baluarte México



FONTE:  Ultra Documentários
.
.
HOJE NO  
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/
  /DA MADEIRA"
BE é “um claro campeão” da defesa do clima, enquanto PSD e CDS têm pior classificação, revela relatório

Um relatório da Rede Europeia de Ação Climática refere que, dos partidos portugueses com representação no Parlamento Europeu, o BE é “um claro campeão” no que toca à defesa do clima, enquanto PSD e CDS-PP alcançam pior classificação.

Esta informação consta de um ‘ranking’ publicado pela Rede Europeia de Ação Climática (CAN-Europe), e dado a conhecer pela associação ambientalista portuguesa Zero, que integra esta rede.
.
A CAMINHO DA LOURINHÃ?
De acordo com a Zero, o relatório ‘Defensores, Retardatários, Dinossauros: ranking dos grupos políticos da União Europeia e dos partidos nacionais sobre as alterações climáticas’ teve por base o período entre 2014 e 2019, e avaliou “o comportamento de voto no plenário dos atuais deputados europeus em relação às questões da energia e do clima”.

Segundo este estudo, “os partidos portugueses com representação no Parlamento Europeu diferem substancialmente no seu apoio à ação climática da União Europeia”, e o BE “é um claro campeão nacional, obtendo uma classificação de muito bom (84%)”.

Já o PS “tem um desempenho acima da média do seu grupo político no Parlamento Europeu, o Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas - S&D”, acrescenta.

Por seu turno, o PCP demonstra “um desempenho abaixo da média do seu grupo político no Parlamento Europeu, o Grupo Unitário da Esquerda/Esquerda Verde Nórdica -- GUE/NGL”.

Quanto a PSD e CDS-PP, “membros do grupo PPE -- Partido Popular Europeu pontuam particularmente mal, arrastando para baixo a pontuação de o PPE a nível da União Europeia”, lê-se no documento.

O relatório alega que, “tal como os conservadores em toda a Europa, em Portugal os partidos de centro-direita não conseguem reconhecer a necessidade urgente de apoiar ações contra um clima em mudança”.

Além de BE (com 84%), o PS (70,1%), o PDR (67,7%) e o PCP (61,7%) são apresentados como “Defensores”. O Partido da Terra (MPT), com 47%, surge como o único partido classificado como “Retardador”, enquanto PSD (com 13.5%) e CDS-PP (6%) são “Dinossauros”.

A avaliação baseou-se “na classificação individual do comportamento eleitoral dos deputados ao Parlamento Europeu durante a legislatura de 2014-2019”, refere a Zero.

“Nos últimos cinco anos, os partidos conservadores e de centro no Parlamento Europeu não fizeram o suficiente para defender os cidadãos europeus e protegê-los da crise climática”, aponta a associação, advogando que “tais partidos, à escala nacional e europeia, precisam de ouvir os milhões de eleitores europeus, particularmente a voz de muitos jovens, exigindo que os políticos façam mais para combater alterações climáticas”.

No comunicado divulgado pela Zero, é também salientado que os partidos “devem fazer do clima uma das principais prioridades na campanha eleitoral e comprometer-se a tomar medidas concretas após as eleições”, deixando para o futuro a sugestão da construção de “uma ampla aliança em todo o espetro político, lutando por uma Europa mais limpa, mais segura e mais próspera”.

A nível europeu, o relatório da (CAN-Europe) indica que “cinco dos oito grupos políticos da União Europeia estão mal ou muito mal classificados no relatório”.

A Aliança de Conservadores e Reformistas é o grupo com pior classificação, 10%, enquanto o Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia aparece com a melhor classificação, com 84.9%.

De acordo com a associação ambientalista Zero, na elaboração do relatório foram tidos em conta 21 votos únicos “para a pontuação individual”, que refletem “a ambição climática em 10 diferentes processos legislativos”.

“A maioria dos votos selecionados está em vários dossiers legislativos, mas a pontuação também inclui votos em resoluções parlamentares”, é acrescentado.

O relatório pode ser consultado na íntegra através da ligação: https://www.dropbox.com/s/iex4pgh9pna5txc/MEP_Assessment_briefing_FIN.pdf?dl=0

* Andávamos desconfiadas mas agora sabemos que Assunção Cristas é uma líder dos dinossauros em Portugal, que tal fazer uma réplica e colocá-la no Dino parque na Lourinhã.

.
.
I - DITADORES
5-MUSSOLINI



FONTE: documentarios online

.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"
Contar todo o tempo congelado 
nas carreiras especiais custa 
800 milhões de euros

A contagem integral do tempo de serviço congelado em todas as carreiras especiais tem um custo anual de 800 milhões de euros, dos quais cerca de 645 milhões de euros dizem respeito a professores, adiantou o Governo esta terça-feira no parlamento.

Na discussão parlamentar dos projetos para apreciação parlamentar do decreto do executivo para a contagem do tempo de serviço dos professores, a secretária de Estado da Administração e do Emprego Público, Fátima Fonseca ), adiantou, pressionada pelas bancadas parlamentares do PSD e CDS-PP, o custo da contagem integral do tempo de serviço congelado para todas as carreiras especiais, não apenas as dos professores.
.
Os 800 milhões de euros anuais, que englobam os cerca de 645 milhões de euros que custa o tempo de serviço dos professores na íntegra, são "um esforço insustentável para a administração pública", defendeu Fátima Fonseca, que insistiu que a proposta do Executivo, de recuperação parcial do tempo de serviço, é a que garante a sustentabilidade das contas públicas.

Estes números, que dizem apenas respeito à contagem do tempo integral congelado nas carreiras especiais, vêm juntar-se a outros divulgados numa conferência de imprensa no início de abril, que contabilizam o impacto do descongelamento e de todas as progressões já em curso ou previstas para os próximos anos.

A despesa com as progressões na administração pública atingirá 1.312 milhões de euros em 2021, ano em que termina o faseamento da recuperação de 70% de um escalão para progressão em cada carreira especial da administração pública.

A recuperação de 70% de um escalão é "o racional" encontrado pelo executivo para, defende, garantir a equidade na contagem do tempo de serviço congelado entre todas as carreiras da administração pública: gerais e especiais.

De acordo com o gabinete da Presidência e Modernização Administrativa, o impacto na despesa com as progressões de todas as carreiras da administração pública será de 480 milhões de euros este ano, de 482 milhões em 2020 e de 350 milhões em 2021, totalizando 1.312 milhões de euros nos três anos.

Este valor representa um acréscimo de 6,4% da massa salarial nos três anos, sendo de 2,3% nos dois primeiros anos e de 1,6% em 2021.

* Os professores e outros profissionais de carreiras especiais dum país são bem mais importantes que um banco que nasce duma fraude e neste já foram enterrados 7 mil milhões.

.
.
HOJE NO 
"CORREIO DA MANHÃ"
Rui Pinto diz que prémio valoriza o seu trabalho contra corrupção no Futebol

Hacker denunciou alegados esquemas de evasão fiscal cometidos em vários países.

O português Rui Pinto considerou, numa breve nota divulgada pelos seus advogados, que o prémio europeu para denunciantes que hoje lhe foi atribuído é um reconhecimento do seu trabalho contra a corrupção no futebol.
.
"Para o nosso constituinte Rui Pinto, que se encontra preso em Portugal desde o passado dia 22 de março, foi extremamente importante saber que os seus contributos para a transparência e para o combate à corrupção e ilegalidade no mundo do futebol são, merecidamente, reconhecidos e valorizados a nível europeu", afirma a nota assinada pelos advogados William Bourdon e Francisco Teixeira da Mota.

Rui Pinto, que denunciou alegados esquemas de evasão fiscal cometidos em vários países, é um dos vencedores de um prémio europeu para denunciantes promovido pela Esquerda Unitária Europeia (GUE/NGL), foi hoje anunciado. Através da plataforma eletrónica Football Leaks, o 'hacker' começou a divulgar, em 2015, milhares de documentos confidenciais de contratos e transferências do mundo do futebol, que davam conta desses esquemas de evasão fiscal.

Os vencedores do prémio foram anunciados pelo GUE/NGL durante a sessão plenária do Parlamento Europeu, que decorre em Estrasburgo, França, e incluem também o fundador da organização Wikileaks, Julian Assange, que foi detido na passada quinta-feira pela polícia britânica em Londres, e Yasmine Motarjemi, denunciante dos lapsos de segurança alimentar da Nestlé. O prémio "Jornalistas, denunciantes e defensores do direito à informação", que vai na sua segunda edição, premeia anualmente pessoas que divulgaram casos como corrupção ou evasão fiscal.

Em comunicado, o GUE/NGL precisa que a distinção atribuída a Rui Pinto, Julian Assange e Yasmine Motarjemi se deve ao "seu trabalho em expor a verdade e pela coragem em arriscarem as suas carreiras e a sua liberdade pessoal". Além de servir como uma homenagem à jornalista maltesa Daphne Caruana Galizia, que foi assassinada, o prémio inclui a atribuição de cinco mil euros aos vencedores.

No ano passado, foram distinguidos o jornalista eslovaco de investigação Ján Kuciak, que também foi assassinado, e ainda o denunciante da LuxLeaks, Raphaël Halet. Neste ano, estavam também nomeados os denunciantes Katya Mateva (do esquema de vistos dourados do Ministério da Justiça búlgaro), Luis Gonzalo Segura (de corrupção e irregularidades no exército espanhol) e ainda Howard Wilkinson (do banco Danske).

Hoje foi aprovada no Parlamento Europeu a primeira lei europeia para os 'whistleblowers' (em português, denunciantes). O objetivo é criar um enquadramento legal de proteção uniforme em toda a UE, já que, atualmente, isso varia consoante o Estado-membro. No caso de Rui Pinto, não irá beneficiar diretamente da nova lei, sendo que não agiu no seio de uma organização, como prevê a diretiva, mas pode ser, ainda assim, abrangido pela ação em prol do interesse público, desde logo quando esta legislação é relacionada com outras existentes.

Rui Pinto, hoje com 30 anos, foi entregue pelas autoridades húngaras à justiça portuguesa em março deste ano e encontra-se em prisão preventiva no âmbito de um inquérito titulado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal, no qual o arguido está indiciado por seis crimes relacionados com acessos aos sistemas informáticos do Sporting e da Doyen Sports e com uma alegada tentativa de extorsão a este fundo de investimento.

A lei hoje aprovada resulta de um acordo provisório alcançado em meados de março com o Conselho da UE (no qual estão representados os países). As novas regras europeias visam garantir um elevado nível de proteção dos denunciantes, prevendo canais de comunicação seguros para as denúncias e medidas contra a intimidação e represálias. Segue-se agora o aval final do Conselho da UE. Após publicadas, as regras entram em vigor 20 dias depois nos Estados-membros, que têm dois anos para as transpor na totalidade. 

* Desde o tempo da 'outra senhora' que não gostamos de bufos.
Rui Pinto invadiu património privado de entidades públicas e outros cidadãos e quis tirar alvíssaras do roubo, vulgo chantagem.
Se tivesse sido um denunciante de mérito, defensor da causa pública, tinha entregue de imediato o produto da ladroagem às autoridades judiciais. Se há informação importante recolhida não é possível esquecer que foi um larápio  o seu autor, provavelmente "A Bem da Nação". Alves dos Reis comparado com este "patas de veludo" era um senhor.
Ficámos aterrorizados com o prémio, talvez um dia se assista a uma instituição religiosa premiar a pedofilia.

.

JOANA CAPUCHO

.





Os polémicos beijos 
no anel papal

Durante séculos, a tradição mandava beijar o pé do Papa nas audiências privadas com o sumo pontífice. Depois passou a ditar que os fiéis fizessem uma vénia e beijassem o anel da autoridade máxima da Igreja Católica, como demonstração de respeito e obediência. Hoje em dia, é este o cumprimento oficial. Ou melhor, era. Francisco decidiu quebrar o protocolo perpetuado pelos seus antecessores. E os conservadores não perdoaram. Uma polémica com beijos que parece "divertir" o Papa.

O episódio, que rapidamente se tornou viral, aconteceu durante uma visita ao santuário de Loreto, em Itália, no final de março. No vídeo, Francisco é visto a afastar a mão diversas vezes quando os fiéis tentavam beijar-lhe o "anel do pescador" (Anulus Piscatoris, em latim), símbolo do poder do sucessor de São Pedro, que será destruído quando morrer. Falta de respeito? Está Francisco a tentar acabar (uma vez mais) com as tradições da Igreja? Os mais conservadores não demoraram a atacá-lo. "Se não quer ser o vigário de Cristo, saia."

No centro da polémica está o facto de o Papa ter afastado a mão de 19 pessoas. James Reynolds, correspondente da BBC em Roma, diz que pelo menos 113 monges, freiras e paroquianos cumprimentaram Francisco. Houve quem o abraçasse, quem se curvasse, quem simulasse que beijava o anel, quem efetivamente o beijasse. Ao fim de dez minutos, o comportamento do chefe da Igreja Católica mudou. E foram apenas essas imagens que circularam na internet. Reynolds defendeu que Francisco estaria a acelerar o processo, mas surgiu, entretanto, uma teoria oficial: afinal, a culpa é dos germes. "Foi uma questão de simples higiene", explicou aos jornalistas Alessandro Gisotti, porta-voz do Vaticano, garantindo que Francisco se "diverte" com estas polémicas. Diz que o Papa não se importa que beijem o anel, mas apenas em pequenos grupos. Em vésperas de Páscoa, a questão que se coloca é: o que pensará Francisco sobre a tradição de beijar a cruz no compasso pascal?

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
15/04/19
.
.


1883.UNIÃO



EUROPEIA




.
HOJE NO 
"OBSERVADOR"
Barragem de Fridão. 
EDP diz que não vai abdicar da 
restituição do valor que pagou ao Estado

Elétrica diz que a decisão de não construir a barragem de Fridão, no rio Tâmega, é do Governo e que não abdicará dos seus direitos. Em causa está um valor de cerca de 218 milhões de euros.

A EDP afirmou, esta terça-feira, que a decisão de não construir a barragem de Fridão, no rio Tâmega, é do Governo e que não abdicará dos seus direitos, nem dos mecanismos de que dispõe para a defesa dos mesmos.
Em nenhum momento a EDP admitiu a possibilidade de não avançar com a construção do Aproveitamento Hidroelétrico de Fridão sem que lhe fosse devolvido o montante pago ao Estado, em janeiro de 2009, como contrapartida financeira pela sua exploração por 75 anos”, esclarece a elétrica liderada por António Mexia.
A garantia é deixada no dia em que o Governo anunciou que a barragem de Fridão, no rio Tâmega, não será construída e que “não há razões para a restituição de qualquer montante” à EDP.
 .
A EDP adianta estar disponível para, “de forma construtiva e com base num diálogo de boa-fé entre as partes, encontrar uma solução, deixando claro que não abdicará dos seus direitos, nem dos mecanismos de que dispõe para a defesa dos mesmos”.

Em audição no parlamento, o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, disse que “a decisão relativa a barragem do Fridão está tomada”, adiantando que o Ministério do Ambiente não encontra razão para construir nem para indemnizar a EDP.

Em causa está um valor de cerca de 218 milhões de euros.

* Não temos nenhuma simpatia pela empresa estatal chinesa chamada EDP. 
Mas também não vamos à bola com ministros líricos, um deles é o do Ambiente. 
Este governo  é capaz de mandar hipotecar património de um cidadão que deva uma ninharia ao Fisco e quer agora subtrair 218 milhões de euros que a 'eléctrica' adiantou por ter ganho um concurso de forma legítima e de boa-fé. 
Depois do "Tudo em família", do "diesel out" temos agora o "hidroleaks", o que virá a seguir?

.
.
229-BEBERICANDO


COMO FAZER
"DRINK DAS GALÁXIAS"

.
.
7-LENDAS DA CIÊNCIA
7.1 - DEVIR



FONTE:  DocumentariosCiencia

.
.
HOJE NO 
"RECORD"
Organização confirma Dakar 
na Arábia Saudita em 2020

O Rali Dakar, a prova rainha de todo-o-terreno mundial, vai realizar-se na Arábia Saudita em 2020, deixando a América do Sul ao fim de 10 anos, anunciou esta segunda-feira a organização.
.

Khashoggi, jornalista saudita retalhado em vida, Istambul

"Depois de 30 anos a descobrir África e de 10 anos maravilhado com as paisagens sul-americanas, o maior rali do mundo vai escrever um novo capítulo nos profundos e misteriosos desertos do Médio Oriente, na Arábia Saudita", indica o comunicado da ASO, adiantando que o acordo assinado é válido por cinco anos.

A prova foi criada em 1978 sob a designação Paris-Dakar, disputada entre a capital francesa e senegalesa, e teve várias alterações ao longo do tempo, como a partida de Lisboa em 2006 e 2007, antes de se mudar para a América do Sul, por razões de segurança, relacionadas com o fenómeno do terrorismo, que levaram ao cancelamento da edição de 2008.

De 2009 a 2018, a corrida disputou-se na Argentina, Chile, Peru, Bolívia e Paraguai e em 2019 decorreu pela primeira vez apenas num país, com todas as 10 etapas (ao invés de 14) a decorrerem em solo peruano.

O novo diretor da prova, o francês David Castera, mostrou-se entusiasmado e "inspirado" pela "geografia monumental e que conduz a percursos desafiantes" do território saudita, que espera poderem enaltecer "as qualidades de desporto, navegação e superação" inerentes à prova.

"O nosso país é apaixonado por desporto e o nosso objetivo estratégico é alimentar esse apetite à medida que avançamos para realizar a nossa visão até 2030, na qual o desporto é um dos pilares", explicou, citado em comunicado, o príncipe Abdulaziz bin Turki Al Faisal Al Saud, presidente da entidade responsável pelo desporto na Arábia Saudita. 

* A "geografia monumental dos petrodólares" é desafiante. Que importa que a Arábia Saudita seja das ditaduras mais tenebrosas do mundo a ponto de mandar retalhar vivo um opositor ao regime, aconteceu em 2018 num consulado na Turquia.

.
.

Cantares d'Outrora

Meninas vamos ao vira


.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/ 
/DINHEIRO VIVO"
Seis respostas para entender a greve
 – e onde abastecer

O que está em causa, o que foi feito e para quando se espera acordo

Porque estão parados os motoristas de matérias perigosas?
Em protesto "por tempo indeterminado", os motoristas de matérias perigosas entraram em greve nacional às 00.00 de segunda-feira, para reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica. "Nas próximas 48 horas não vamos abastecer nada", garantem os trabalhadores, o que, tendo em conta que "sexta-feira é feriado e de seguida temos fim de semana de Páscoa, faz prever uma situação muito complicada para o nosso país", admitem, apelando ao diálogo com a tutela.

Não há serviços mínimos garantidos?
Os serviços mínimos definidos pelo governo para esta greve foram impugnados, mas já hoje entrou em Diário da República a portaria que efetiva a requisição civil dos motoristas, que produz efeitos até ao dia 15 de maio. 
 .

O ministro da Economia apelou aos motoristas de mercadorias perigosas para que cumpram os serviços mínimos: "Queria apelar mais uma vez aos motoristas para que, no exercício do seu direito de greve, não deixem de cumprir a lei e a requisição civil no âmbito dos serviços mínimos que foram determinados", disse Siza Vieira. Os trabalhadores dizem-se disponíveis, mas divergem na interpretação do que constitui esse serviço.

Postos de abastecimento e transportadoras têm combustível suficiente?
Pouco mais de 24 horas depois de começar, a greve está já a ter efeitos nas operações dos aeroportos de Lisboa e Faro, que esta tarde estavam já com problemas de combustível, além de já haver postos de abastecimento pelo país que ficaram sem gasolina depois de as notícias da greve terem provocado uma corrida às gasolineiras. Também as transportadoras rodoviárias estão a ficar muito preocupadas, com o representante destas, Cabaço Martins, a falar numa "situação limite" e o grupo Barraqueiro, maior transportadora do país, a admitir ter combustível para "mais um ou dois dias", mas, caso a greve se prolongue, se ver obrigado a "suprimir serviços públicos de transportes", assumiu fonte oficial da empresa de Humberto Pedrosa.

E se precisar de abastecer com urgência?
Com várias bombas de gasolina a ficarem secas por todo o país, uma plataforma criada pela VOST Portugal (Voluntários Digitais em Situações de Emergência), com a ajuda do criador do Fogos.pt, está a informar em tempo real sobre os postos de abastecimento que ainda têm combustível. As informações são fornecidas pelos próprios utilizadores.

 O endereço é janaodaparaabastecer.vost.pt e às 18:44 contavam-se já 393 postos sem gasóleo, 98 sem gasolina e 276 sem nenhum dos combustíveis. Há resolução à vista? O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, a Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Mercadorias Perigosas anunciaram que vão reunir-se às 21 horas.

 Desta reunião poderá sair um acordo para o fim da greve. E se não houver acordo? Há risco de o país parar mesmo? O governo decretou hoje a requisição civil para fazer cumprir os serviços mínimos, mas o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas defende que isso apenas respeita ao abastecimento aos hospitais e serviços de proteção civil.

 Sem solução em tempo útil que permita evitar problemas sérios ao país - transportadoras, aeroportos e cidadãos -, a requisição militar pode ser a solução de recurso até que se chegue a uma mais definitiva.
.
Há resolução à vista? 
 O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, a Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Mercadorias Perigosas anunciaram que vão reunir-se às 21 horas. Desta reunião poderá sair um acordo para o fim da greve.
.
E se não houver acordo? Há risco de o país parar mesmo? 
O governo decretou hoje a requisição civil para fazer cumprir os serviços mínimos, mas o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas defende que isso apenas respeita ao abastecimento aos hospitais e serviços de proteção civil. Sem solução em tempo útil que permita evitar problemas sérios ao país – transportadoras, aeroportos e cidadãos -, a requisição militar pode ser a solução de recurso até que se chegue a uma mais definitiva.
.
* As greves foram feitas para causar transtornos e para os cidadãos perceberem que há classes de trabalhadores em luta apesar do folclore governativo. 
Um camionista de transportes de matérias perigosas é tão importante como um ministro, somos obrigados a reconhecer a sua categoria profissional especifíca e a do camionista népia.

.
.


XXIII-TABU


4.CASAMENTOS INSÓLITOS


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

FONTE:  Universo do Documentário 2.0


.
.

COMIDAS NOJENTAS
Museu reúne pratos de embrulhar o estômago




FONTE:  DW Brasil

.
.

23-RUMO ÀS
ELEIÇÕES EUROPEIAS

DIA7-VERONA-ITÁLIA
Em Verona para falar de amor


* A Euronews arrancou segunda-feira 18/03/19 numa viagem de dois meses para perceber o espírito dos cidadãos da Europa antes das eleições de maio.

Começando em Lisboa, os nossos jornalistas vão viajar por Espanha, França, Itália, Grécia, Bulgária. Roménia, Hungria, Áustria, República Checa, Polónia, Alemanha e Holanda, antes de terminarem em Bruxelas nas vésperas da votação.
Em cada etapa da viagem, dois jornalistas da Euronews vão viajar juntos e ouvir as pessoas que vivem longe das grandes cidades.

Em Verona os jornalistas da Euronews conversaram com vários casais europeus, em que cada um dos membros é originário de um país diferente ou mesmo de um país situado fora da União Europeia. Muitos pensam que a União Europeia trouxe vantagens às suas relações, sobretudo a nível burocrático.

Como pensionistas europeus e atentos iremos divulgar a viagem que pressupomos com muito interesse.


FONTE:  euronews

.

The 1940 Ford



FONTE: National Archives Video Collection

.
.


AS MENSAGENS
NA WEB/36













.
.

1945
Senso d'hoje
JOANA MARQUES
RADIALISTA
HUMORISTA
Alexandra Solnado Exótica


FONTE: renascença
- rubrica-Extremamente Desagradável
.

NOTÍCIAS PARA HOJE

.
COMPRE JORNAIS







.
.
Os Cavalos Selvagens de Alberta


.