sexta-feira, 21 de julho de 2017

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.
À DISTÂNCIA DUM CLICK



































.
.
IV~MEGA FÁBRICAS
3-LEGO
video

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

..
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/ 

/DA MADEIRA"
Marinha em missão científica na
 Região Autónoma da Madeira

A lancha hidrográfica da Marinha ‘Auriga’, em missão científica na Região Autónoma da Madeira até final de Agosto, tem realizado um conjunto de actividades no âmbito da investigação cientifica e tecnológica na região, tendo terminado esta sexta-feira a realização de um estudo geomorfológico e de caracterização do substrato marinho ao longo do traçado previsto para assentamento de um cabo eléctrico entre as ilhas da Madeira e de Porto Santo.
.
video

O estudo foi praticado junto a terra (Madeira e Porto Santo), a profundidades de 150 metros, lugares onde se iniciará e terminará o cabo submarino que irá ligar as duas ilhas. Para tal, o estudo contemplou uma abordagem multidisciplinar onde se incluíram várias etapas de aquisição e processamento de dados acústicos e geofísicos. Com recurso a um sistema de reflexão sísmica e a um sistema de sonar de varredura lateral foi efetuado um mapeamento de elevada resolução e a detecção de objectos assentes no fundo, na zona da plataforma continental adjacente às ilhas onde o cabo submarino irá assentar.

O navio da Marinha irá em breve efectuar a manutenção da bóia de aquisição de dados oceânicos situada junto às ilhas Selvagens (boia ODAS - Ocean Data Acquisition System) e irá igualmente colocar no fundo do mar correntómetros acústicos, a norte e a sul da Ponta de São Lourenço, equipamentos esses que medem a velocidade e direcção das correntes submersas.

* Isto é serviço público!

.
.

II-MISTÉRIOS
EXTRATERRESTRES
1- AVISTAMENTOS

video


.
.
HOJE NO 
"JORNAL DE NEGÓCIOS"
Como vai a inteligência artificial
 afectar as empresas

Em termos de gestão, qual será afinal o impacto – positivo ou negativo – que o mercado de trabalho e os negócios vão sofrer com o recurso a ferramentas de IA? As respostas começam agora a surgir.

Uma nova forma de olhar para o negócio e de gerir as organizações é a proposta deixada pelas mais recentes plataformas digitais. Na senda da transformação digital, os gestores percebem a importância de tirar partido do melhor que as TIC têm para lhes oferecer e ir aproveitando as tendências que se impõem no mercado. A mais recente chama-se Inteligência Artificial (IA) e, embora há muito que se fale dela, a verdade é que só agora começa a ser encarada como uma ferramenta de trabalho efectiva. 
 .
Sem a interferência das emoções e com base em dados e análises cada vez mais complexas, os novos softwares que agora se utilizam definem estratégias e acções assertivas, provocando profundas mudanças ao nível da gestão empresarial. Cada vez com maior frequência chegam ao mercado programas que compreendem a linguagem natural, têm alta capacidade de aprendizagem e identificam padrões e hábitos de trabalho; em muitos casos, assemelham-se à inteligência humana, mas alguns há que conseguem até superá-la.

O recurso a plataformas e tecnologias de inteligência artificial começou por ser mais habitual nas áreas da saúde ou da pura análise de dados. Actualmente, estende-se à larga maioria das actividades diárias e rotineiras do dia-a-dia de uma organização. Na verdade, a computação cognitiva gera um conjunto de funções automáticas, integradas com a Internet das Coisas (IoT), com as redes sociais e com análises preditivas de dados organizacionais; acrescentando a tudo isto a "simples" capacidade de aprendizagem, acabamos por passar a contar com sistemas que permitem uma efectiva interacção e a ajuda a grupos de trabalho dentro das próprias organizações; permitem, por outro lado, uma melhor, mais rápida e mais assertiva tomada de decisões.

Na realidade, a IA terá um elevado impacto nos negócios até 2020. Segundo dados do Estudo Global de Tendências desenvolvido pela Tata Consultancy Services, a inteligência artificial está a espalhar-se por quase todas as áreas das empresas. Quem mais adopta a IA hoje em dia é o departamento de TI, com dois terços (67%) dos entrevistados a assegurar que recorre já a este tipo de ferramentas para detectar intrusões de segurança, problemas de utilizadores e automação.

No entanto, quase um terço (32%) das empresas inquiridas diz acreditar que o maior impacto da IA até 2020 se fará sentir nas áreas de vendas, marketing ou atendimento ao cliente, enquanto um em cada cinco (20%) prevê que o maior impacto será em funções corporativas não relacionadas directamente com clientes, como é o caso da gestão das finanças, do planeamento estratégico da organização, do desenvolvimento empresarial e de toda a área dos recursos humanos.

Por seu turno, o mesmo estudo revela ainda que os investimentos financeiros na tecnologia de inteligência artificial devem registar um importante crescimento nos próximos anos e até 2020. 

Assim sendo, 7% das empresas destinaram, pelo menos, 250 milhões de dólares cada uma para IA em 2016 e 2% planeiam investir mais de mil milhões até 2020.

* A inteligência artificial foi criada pelo homem, de artificial tem pouco.

.
.
.

6-Segredos
Medievais
video


FONTE: Visão do Mundo - Documentários

.
.
HOJE NO 
"DESTAK"
Impresa interrompe emissão 
de obrigações devido a alterações
 no mercado

A Impresa decidiu "interromper o processo de emissão de obrigações", devido a "alterações recentes" nos media, com o presidente executivo a afirmar que o grupo vai acompanhar "com atenção e dinamismo a evolução do mercado". 
.
Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a dona da SIC e do jornal Expresso refere que tomou a decisão de interromper o processo de emissão de obrigações a subscrever por investidores qualificados, anunciado a 03 de julho, atendendo às alterações recentes no setor dos media e ao impacto resultante no sentimento da comunidade de investidores".

"Continuaremos a acompanhar com atenção e dinamismo a evolução do mercado, de modo a detetar a antecipar o surgimento de condições que favoreçam a estratégia da Impresa", afirmou o presidente executivo da Impresa, Francisco Pedro Balsemão. 

* Estratégia adequada à espera da conclusão do negócio da Altice.

.

ANA SÁ LOPES

.




O sentido de Estado 
é uma coisa que tem dias

Investigar «Doa a quem doer, não deixando ninguém imune», disse Marcelo. Mas então era só tralha sem risco para o país?

António Costa tem sorte, até na desgraça. Depois da tragédia de Pedrógão Grande e do que se passou em Tancos, o primeiro-ministro conta com a excecional lealdade do Bloco de Esquerda e do PCP para o ampararem nos tempos difíceis.

E este é um dos tempos. Se António Costa tivesse maioria absoluta, o PCP e o Bloco de Esquerda estariam a fazer uma oposição devastadora – como sempre fizeram a todos os governos quer do PS quer do PSD/CDS. Mas Costa pode dar graças a deus por não ter maioria absoluta – a geringonça faz mais pela sobrevivência política do primeiro-ministro do que uma maioria socialista na Assembleia da República. A continuar assim, é natural que nas próximas eleições Costa faça tudo para não conseguir maioria absoluta. Aliás, não foi à toa que o primeiro-ministro já disse publicamente que a coisa se pode repetir. Aquilo dá-lhe um jeito dos diabos.

Quando a dimensão do assalto a Tancos foi tornada pública, o PCP foi dos primeiros partidos a reagir. Nessa quase longínqua sexta-feira, o PCP emitiu um comunicado oficial muito duro, a pedir «responsabilidades políticas», mais ou menos à mesma hora em que António Costa fazia a mala para as férias em Palma de Maiorca. Enquanto Costa se mantinha em silêncio – e Palma de Maiorca tem internet, telefones e Skype – o país entrava em estado de choque com o assalto a Tancos. O ministro da Defesa admitia que o material roubado viesse a «colidir com a nossa segurança», aceitando que poderia ir parar a redes terroristas. O Presidente da República fez declarações tonitruantes: era preciso investigar tudo «doa a quem doer e não deixando ninguém imune».

Costa continuou impávido as suas férias. Quando chegou, numa reunião com as Forças Armadas, explicou que tinha ido para Palma de Maiorca descansado porque os serviços de segurança o avisaram que não havia riscos – apesar do Ministério Público ter aberto uma investigação. O chefe militar explicou que o material roubado, afinal, não servia para nada. Era só tralha. Alguém anda a fazer de nós parvos. Entre as explicações em São Bento e a teoria da conspiração de Vasco Lourenço segundo a qual tudo se tratou de uma intentona para prejudicar o Governo PS, venha o diabo e escolha.

IN "SOL"
15/07/17

.
.


1298.UNIÃO



EUROPEIA



.
HOJE NO 
"i"
Seca. 
Um ano que não augura nada de bom

No final de junho, 80% do território estava em seca severa ou extrema e a água nas albufeiras está no nível mais baixo desde 1995. A produção de cereais gera preocupação

Pode ser um bom ano para a fruta mas, de resto, o tempo, como sempre, é que acaba por mandar. Previsões divulgadas ontem pelo Instituto Nacional de Estatística apontam para decréscimos generalizados na produtividade dos cereais de outono/inverno, que incluem trigo, centeio, aveia, cevada e triticale. 
 .
A DANÇA DA CHUVA
 A culpa é das elevadas temperaturas e da falta de humidade no solo nas fases de floração, e isto depois de um ano em que se registou a menor área de sementeira de sempre neste tipo de cereais (140 mil hectares), ainda assim com os melhores resultados desde 2008.

Segundo as previsões do INE para 2017, que acompanham a publicação das Estatísticas Agrícolas referentes a 2016, é expetável uma quebra de 5% no milho e também de 5% no arroz, neste caso devido ao baixo nível de armazenamento de água nas albufeiras. 

A situação das albufeiras mereceu esta semana medidas preventivas sobretudo no Alentejo Litoral, isto numa altura em que a seca regista os piores valores desde 1995 e 16 das 61 albufeiras monitorizadas no país estão a menos de 40% da sua capacidade, o que coloca em causa não só o abastecimento das povoações, mas também a produção de eletricidade. No final de junho, 80% do território estava em seca severa ou extrema.
 .
QUANDO MINISTRA CHEIA DE FÉ
A situação dos pomares é, ainda assim, boa notícia. No ano passado, as importações de fruta subiram 21,9%. O problema não foi o calor – já que 2016 registou temperaturas médias superiores ao normal e foi o sexto ano mais seco desde 1931. Foi a falta de frio no inverno que condicionou a diferenciação floral dos pomares. E, depois, a primavera foi fria e chuvosa, o que aumentou a vulnerabilidade a doenças como o míldio, que fizeram mossa, por exemplo, na vindima. A produção baixou 15%, mas o resultado, dadas as temperaturas elevadas, foram boas maturações, o que aumentou o teor de açúcar e reduziu a acidez, proporcionando vinhos de boa qualidade, diz o INE. No olival, o ano passado foi negro: a primavera mais chuvosa afetou os frutos, reduziu a azeitona e cortou a produção de azeite em mais de um terço (-36,4%).

Este ano, o perigo pode ser o calor e a seca e, no sul da Europa, não faltam alertas de que 2017, do ponto de vista meteorológico, não augura nada de bom. Comparando o mapa atual do Observatório Europeu da Seca com a situação de há um ano, verifica-se que nada tem a ver com a que se vivia então. Ao lado está o retrato do que se passava no início deste mês, com as zonas a amarelo a representar locais com défices de precipitação, as zonas laranja a representar défices de humidade e as zonas a vermelho indicativas de “stresse vegetativo”, situações que devem merecer alerta, segundo este observatório do Joint Research Centre da Comissão Europeia. 

Há um ano, nem a península Ibérica nem Itália tinham as manchas visíveis neste último mapa disponibilizado pelo observatório. Em Espanha e Itália, noticiou a agência Reuters, vive-se a maior quebra de produção de cereais dos últimos 20 anos. Teme-se ainda o impacto no olival e noutras produções, como a amêndoa. O International Olive Council prevê uma quebra de 60% na produção de azeitona em Itália. Nas redes sociais, a última publicação do Observatório Europeu da Seca mostra como os tempos são de preocupação. “O aeroporto de Córdova chegou aos 45 oC no último fim de semana (...) Provavelmente temos de adaptar as nossas legendas.”

* De há muito que existem previsões de grandes secas para a península ibérica, em vez de prevenir com barragens de retenção de água as pessoas lamentam-se ao "acha" do subsídio e os políticos dos sucessivos governos não engeitam a toada paternalista que rende votos, muito melhor que tomar decisões sérias. A "divina providência" também não ajuda por mais que a Dona Assunção reze.

.
.

VI-HUMANIDADE

A HISTÓRIA DE TODOS NÓS

O SAL DO DESERTO
O DINHEIRO NA BANCA

video


 * Neste vídeo da série, subdividido em 2 episódios, vão cruzar-se vários assuntos, em cada episódio encontra em subtítulo os items correspondentes.

** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
 GEORGE RATZINGER
Centenas de rapazes sofreram 
abusos físicos e sexuais 
num internato alemão

video


FONTE: EURONEWS

.
.
HOJE NO 
"A BOLA"
Árbitros mudam ao intervalo

Os jogos de preparação Sporting-Mónaco e Benfica-Hull City, marcados para 22 de julho, e Vitória de Guimarães-FC Porto, a 23, vão servir de preparação para a introdução do vídeo-árbitro na principal competição profissional. 
 .
Segundo a Federação Portuguesa de Futebol, o árbitro principal nestes três desafios vai mudar ao intervalo de forma a testar a comunicação entre os quatro vídeo-árbitros e o chefe da equipa. Os testes realizados serão em modo "live", com comunicação em direto com o árbitro principal.

* Testar tecnologia parece-nos bem, improvisar é que não.

.
.

HA-ASH

Lo Aprendí de Ti

video

.
.

HOJE NO 
"AÇORIANO ORIENTAL"

Açores criam sistema de emergência
 para deficientes auditivos e da fala

O sistema de emergência dos Açores tem desde hoje um serviço específico para deficientes auditivos e da fala, que lhes permite pedir auxílio através de uma mensagem escrita.
.
“Criámos um sistema muito simples, em que a partir do telemóvel a pessoa, estando inscrita na nossa base de dados, pode escrever uma mensagem de texto e ela ser recebida aqui e despoletar todo o sistema de emergência e socorro”, adiantou o secretário regional da Saúde, que tutela a Proteção Civil.

Rui Luís falava, em declarações aos jornalistas, à margem da inauguração do novo sistema de emergência para deficientes auditivos e da fala, na sede do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, onde está localizada a sala de atendimento e gestão de emergências do arquipélago.

Para terem acesso a este serviço, os utentes têm de preencher uma ficha de inscrição com os seus dados, disponível na página na Internet do SRPCBA (www.prociv.azores.gov.pt) e na Associação de Surdos da Ilha de São Miguel.

Em situação de emergência, é necessário apenas enviar uma mensagem por escrito com o tipo de emergência e a sua localização.

Através do número de telemóvel, as equipas de emergência terão acesso aos dados fornecidos na ficha de inscrição para facilitar o socorro.

Segundo o secretário regional da Saúde, a medida dá resposta a uma lacuna detetada no sistema de emergência dos Açores, que não previa um atendimento específico para pessoas com problemas auditivos ou de fala.

“O sistema 112 teve recentemente um prémio europeu de reconhecimento pela forma como estava instalado nos Açores e pela maneira dispersa pelas ilhas como estávamos organizados, mas tínhamos essa lacuna. Aliás, ela surgiu por parte de uma doente oncológica que sentiu necessidade de contactar o serviço e por um problema que tinha na garganta não o conseguia fazer”, salientou.

O Governo Regional estima que o novo serviço possa ser utilizado por pelo menos 1.050 pessoas que se sabe terem deficiência auditivas na região, havendo, entre essas, 557 com surdez profunda.

No entanto, os pedidos de auxílio por mensagem escrita estarão disponíveis também para pessoas com problemas de audição ou fala pontuais.

“Este sistema também está aberto a um conjunto de pessoas que, por alguma circunstância na sua vida, por terem tido um AVC [acidente vascular cerebral] ou alguma operação cirúrgica, não possam falar ou ouvir momentaneamente”, explicou Rui Luís.

* Excelente medida.

.
.
Incêndio numa habitação 
Saiba como Agir

video



* Conselhos Úteis da ENB - Escola Nacional de Bombeiros


.
.
 BRIQUEDOS CAROS
 PARA QUÊ?

video


.
.
HOJE NO 
"CORREIO DA MANHÃ"
Corrupção na TAP 
lava 25 milhões de Angola 

Altos quadros da companhia aérea ajudaram a esconder fortunas ligadas à Sonangol.

A TAP, companhia de bandeira nacional, foi usada num esquema ilícito de branqueamento de mais de 25 milhões de euros, no nosso país, de responsáveis da petrolífera angolana Sonangol, pelas mãos de altos responsáveis da transportadora aérea portuguesa, entre eles o ex-administrador da TAP Fernando Jorge Alves Sobral. 
 .

É esta a conclusão do Ministério Público (MP), na sequência da investigação da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. O engenheiro, de 68 anos, contou do lado da TAP com o conluio de outros três altos responsáveis da companhia – todos ligados à área da manutenção: José Santos, Vítor Pinto e Pedro Pedroso. 

Segundo a acusação do MP, os quatro terão permitido e ajudado a montar em Portugal um esquema de falsa prestação de serviços da TAP à Sonair, uma empresa subsidiária da Sonangol – que mais não era do que uma forma de responsáveis da petrolífera colocarem no nosso país, de forma dissimulada, elevados valores com proveniência ilícita. 

Ao todo, mais de 25 milhões de euros circularam por diversas contas até ao destino final – nomeadamente por sociedades offshore – mas que não visavam qualquer negócio real entre as companhias de aviação. Apenas se destinavam a engrossar fortunas pessoais em Portugal, através da compra de várias casas de luxo na Grande Lisboa. 

Por tudo isto, os quatro antigos responsáveis da TAP estão agora entre sete acusados do DCIAP, que respondem pelos crimes de corrupção ativa com prejuízo no comércio internacional, branqueamento e ainda falsificação de documentos. 

Em causa, a investigação iniciada e impulsionada pelo procurador Rosário Teixeira – que depois deixou o processo para se dedicar ao caso Sócrates –, em articulação com a Judiciária. Quanto aos outros três acusados, são os advogados João Gomes Correia, Miguel Alves Coelho e Ana Paula Reais. Entende a acusação que terão sido intermediários no complexo esquema de branqueamento – nomeadamente através de falsos serviços de consultadoria. 

Em comunicado a TAP confirma que "prestou total colaboração às Autoridades Judiciárias" e que "comunicou ao Ministério Público todos os elementos relativos às operações a que este processo diz respeito, logo que tomou conhecimento dos mesmos."

* Uma chamada de atenção para o sr. Ventura putativo  candidato à Câmara de Loures, nenhum destes vigaristas era cigano.

.
.
HOJE  NO 
"OBSERVADOR"

Criança tropeça e descobre um fóssil
 com milhões de anos

Jude Sparks, de nove anos, estava numa caminhada com a sua família em Las Cruces, no Novo México, quando tropeçou num fóssil com milhões de anos.

Jude Sparks, de apenas nove anos, fez uma descoberta paleontológica acidentalmente. 
 .

Tudo aconteceu em novembro do ano passado, quando Jude e a sua família passeavam em Las Cruces, no Novo México, nos Estados Unidos. A criança e os irmãos corriam e brincavam, enquanto faziam experiências com walkie-talkies, quando Jude chocou com algo que o intrigou.

Quando Jude olhou para aquilo que estava à sua frente viu dois grandes dentes, fossilizados, que saíam da terra, relata o The Washington Post.
Eu não sabia o que era, eu só sabia que não era normal”, disse Jude ao KVIA News.
Os pais, depois de fotografarem o achado, procuraram ajuda na Internet e encontraram Peter Houde, um professor de biologia na Universidade do Novo México.

Houde afirma que todos os anos recebe diversos e-mails de pessoas que dizem ter descoberto fósseis –que na maior parte das vezes acabam por revelar-se rochas normais. Mas esta descoberta foi diferente.
O professor conseguiu comprovar que se tratava do fóssil de um crânio, praticamente intacto, de um stegomastodon.
Eles enviaram-me uma foto na sexta-feira à noite e eu consegui logo perceber que se tratava de um crânio ou de uma mandíbula qualquer, eu conseguia ver os dentes”, disse Houde ao The Washington Post.
A espécie, atualmente extinta, trata-se de um antigo parente dos elefantes que tinha dois dentes enormes curvados para cima, com quase nove metros de altura. Segundo a publicação feita por Houde, esta é uma descoberta rara já que os dentes do animal estiveram expostos na superfície.
Os fósseis deste animal são raramente encontrados neste área. E são extremamente frágeis, apesar do seu tamanho”, afirma Houde.
Se Jude tivesse tentado remover o fóssil, o mais provável é que o tivesse partido, acrescentou o especialista.
Só vários meses da descoberta é que a equipa de Houde teve permissão para iniciar as escavações na propriedade, diz o comunicado de imprensa da Universidade.

Jude entretanto fez 10 anos e disse à KVIA News que a maioria dos seus amigos não acredita que ele encontrou um fóssil com mais de um milhão de anos.

Hude, que continua a estudar o fóssil, afirmou que a descoberta poderá ser exibida ao público em breve, no Museu Vertebrado da Universidade Estatal do Novo México.

Esta não foi a primeira vez que alguém, por acidente, descobriu um fóssil milenar.

Em 2014, durante uma despedida de solteiro no Elephant Butte State Park, no sul do Novo México, foi descoberto um crânio fossilizado, quase completo, também de um stegomastodon, que está atualmente exposto no Museu de História Natural, do Novo México.

No ano seguinte, em 2015, Wylie Brys, de quatro anos, passou por cima de fósseis de um nodossauro, enquanto explorava as terras nas traseiras de um centro comercial em Dallas.

* Mais outra importante descoberta para melhor se conhecer a história da Terra.

.
.

GRAVIDEZ 
NA ADOLESCÊNCIA
video


.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
Protestos contra Nicolás Maduro
 já fizeram 100 mortos

Última vítima foi um adolescente de 15 anos

Os protestos contra o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, já provocaram 100 mortos desde o início de abril, anunciou hoje o Ministério Público venezuelano.
 .
A centésima morte foi de um jovem de 15 anos, morto na quinta-feira durante uma manifestação no Estado de Zuila (oeste do país), durante a greve geral de 24 horas convocada pela oposição.
O Ministério Público referiu que a Procuradoria de Zulia investiga a morte do jovem de 15 anos, que ocorreu durante um protesto no bairro de Pomona, naquele Estado.

O organismo confirmou hoje também que investiga a morte de Eury Rafael Hurtado, de 34 anos, que "recebeu quatro tiros durante a tarde" de quinta-feira durante uma manifestação no bairro de Santa Eulalia, em Los Teques, capital do Estado de Miranda (centro-norte do país).

O Ministério Público confirmou na quinta-feira a morte de Ronney Tejera, um jovem de 24 anos que foi morto por uma arma de fogo numa manifestação nesta mesma zona do Estado de Miranda, na qual também ficaram mais outras três pessoas feridas.

Na quinta-feira, realizou-se uma greve geral na Venezuela, convocada pela oposição ao Governo do Presidente Nicolás Maduro, o que provocou confrontos violentos entre manifestantes que saíram às ruas e as forças de segurança.

Esta greve geral faz parte de uma agenda de iniciativas contra o Presidente Maduro, já que o chefe de Estado pretende eleger uma nova Assembleia Constituinte para fazer alterações à Constituição venezuelana.

As eleições para a Assembleia Constituinte estão marcadas para 30 de julho.

* Este assassino/ditador latino-americano devia morrer de morte macaca e quanto mais depressa melhor.

.
.
CONCEITOS
15 - SEXO SELVAGEM!

video


FONTE: Minutos Psíquicos

..
.
HOJE NO 
"RECORD"

Jogos Surdolímpicos: 
Joana Santos conquista medalha
 de bronze no judo

A judoca Joana Santos conquistou esta sexta-feira a medalha de bronze nos Jogos Surdolímpicos de Samsun, na Turquia, na categoria de -63 kg.
 .

O dia nem começou bem para a portuguesa, que somou duas derrotas seguidas. Primeiro, Joana Santos foi ‘tramada’ por um castigo já aplicado no golden score frente à russa Elizaveta Trushchenko. No segundo combate, a ucraniana Kateryna Shepeliuk, medalha de ouro em 2013, venceu a judoca lusa por wazari.

No entanto, Joana Santos impôs-se à sul sul-coreana Sun Hee Choi por ippon no terceiro combate e à turca Didem Erel, também por ippon, no quarto, garantindo assim a medalha de bronze.

Recorde-se que a judoca, de 27 anos, do Judo Clube do Algarve, já tinha sido medalhada nas duas últimas edições dos Jogos: ouro em Taipé (2009) e prata em Sófia (2013).

* Valentaça e portuguesa.


.