10/05/2019

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
XXVII~MEGA FÁBRICAS
4-PIROTECNIA



FONTE:Documentales en Español 


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.

III- ALIENÍGENAS
DO PASSADO

2- Dispositivos Misteriosos


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

Fonte:   Nuno V
.
.

VII- OS BÁRBAROS

3-OS GODOS



FONTE:  PabloCesarC 

.

EDITE ESTRELA

.






Desinformação na era digital

A divulgação de informações adulteradas perturba os processos eleitorais. E a verdade é que 52% dos portugueses não distinguem entre notícia e informação falsa

Dizem os entendidos que o digital é um caminho sem retorno. Go digital or die (tornar-se digital ou morrer). A sociedade digital abre imensas possibilidades, mas também comporta riscos. O alerta vem de quem sabe do que fala. Paddy Cosgrave, fundador da Web Summit, considera errado pensar-se “que toda a tecnologia é boa”, pois “há tecnologias que podem destruir o mundo inteiro”. 
 .
O estudo “Conspiração e democracia”, realizado pela Universidade de Cambridge em nove países (Portugal, Itália, Polónia, França, Estados Unidos, Suécia, Alemanha, Hungria e Reino Unido), veio provar que a divulgação de informações adulteradas perturba os processos eleitorais. A cada vinte minutos, são trocadas 2,7 milhões de mensagens no Facebook. Porque não distinguem o que é notícia do que é boato, muitos internautas “gostam” e partilham, e partilham mais as informações falsas que as verdadeiras. Segundo o Eurobarómetro, 52% dos portugueses não distinguem entre notícia e informação falsa.
 .
É certo que a transformação digital nos pode facilitar muito a vida, não é menos verdade que há o risco de abuso e utilização dos dados pessoais para fins ilícitos. Basta lembrar o caso Cambridge Analytica e a partilha de dados do Facebook, que permitiu a manipulação de milhões de utilizadores desta rede e influenciar o resultado do referendo sobre o Brexit. E também há provas de que a extrema-direita europeia, onde pontificam a francesa Marine Le Pen e a italiana Giorgia Meloni, está a usar as redes sociais de forma sistemática e organizada para disseminar mensagens extremistas e adulteradas, criando a ilusão de um consenso em grande escala em torno das suas ideias. Vladimir Putin há muito que recorre à disseminação de conteúdos falsos para eleger candidatos pró-russos nos Estados ex-soviéticos. E quem duvida da interferência russa na eleição de Donald Trump em 2016? Atualmente, o grande alvo da guerra de desinformação por parte da Rússia são as democracias ocidentais, apoiando os partidos de extrema-direita e as lideranças populistas. A desinformação automatizada é uma das novas ferramentas mais poderosas contra a democracia.
.
Caminhamos a passo largo para a distopia ficcionada por Huxley: o ser humano está a ser subjugado pelas suas invenções e cada vez mais incapaz de pensar e agir por vontade própria. Os algoritmos determinam os gostos e as escolhas políticas. Daí o original agradecimento de Matteo Salvini no dia em que foi eleito: “obrigado a Deus pela internet, obrigado a Deus pelas redes sociais, obrigado a Deus pelo Facebook”. Não é, pois, de estranhar que o presidente da Disney afirme que “Hitler teria adorado as redes sociais”, porque “criam um falso sentimento de que toda a gente tem as mesmas opiniões”.
.
Em maio, há eleições para o Parlamento Europeu. As instituições europeias já alertaram para a previsível intensificação das campanhas de desinformação, identificaram perigos e fizeram recomendações. Os Estados-membros tomam medidas e definem planos de ação. A Comissão Europeia conseguiu que Facebook, Google, Twitter e outras plataformas assinassem um código de conduta de que já resultou a eliminação de milhares de perfis falsos e de páginas fraudulentas, mas não é mais que uma gota de água atirada para o descontrolado incêndio da desinformação.
.
Diz-se que as verdades podem ser nuas e que as mentiras precisam de estar vestidas. Ou travestidas. Já o poeta Aleixo dizia que, “para a mentira ser segura/ e atingir profundidade,/ tem de trazer à mistura/ qualquer coisa de verdade”. Em tempo de “factos alternativos” e de “pós-verdade”, a maior parte dos cibernautas fica-se pelo “manto diáfano da fantasia” e não procura “a nudez crua da verdade”, na alegoria queirosiana. E que falta nos faz a fina ironia de Eça para nos ajudar a combater a desinformação que está a corroer os fundamentos da democracia.

IN "VISÃO"
22/04/19

.
.


1904.UNIÃO



EUROPEIA




.
7-Falsidade.com 
7.1-LESLIE



FONTE:  tbrsete

.
.
NUNCA FAÇAS ISTO no WhatsApp 
*eles vão ver*



FONTE:  Nuno Agonia

.
.

IALMA

Marmuladas



.
.

II- O APERFEIÇOAMENTO

HUMANO


3 - PREPARANDO
A SINGULARIDADE


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

** Nesta senda de "bloguices" iniciadas em Setembro/17, iremos reeditar algumas séries que de forma especial sensibilizaram os nossos visitadores alguns anos atrás, esta é uma delas.

.
.
   O FUTURO DA CARNE



FONTE:  afpbr

.

.

40-RUMO ÀS
ELEIÇÕES EUROPEIAS

DIA3-CLUJ NAPOCA-ROMÉNIA
Conhecida como Silicon Valley da Europa



* A Euronews arrancou segunda-feira 18/03/19 numa viagem de dois meses para perceber o espírito dos cidadãos da Europa antes das eleições de maio.

Começando em Lisboa, os nossos jornalistas vão viajar por Espanha, França, Itália, Grécia, Bulgária. Roménia, Hungria, Áustria, República Checa, Polónia, Alemanha e Holanda, antes de terminarem em Bruxelas nas vésperas da votação.
Em cada etapa da viagem, jornalistas da Euronews vão viajar juntos e ouvir as pessoas que vivem longe das grandes cidades.

Em Bucareste, Apóstolos Staikos e Bryan Carter passaram o testemunho a um novo duo de jornalistas - Damon Embling e Gabor Tanács.

Um antigo país comunista, a Roménia sofreu uma transformação na economia desde que se juntou à União Europeia. O desemprego está em mínimos históricos, mas ao mesmo tempo há grandes desigualdades. Cerca de um terço da população vive na pobreza.

O Gabor e Damon foram até Cluj Napoca para saber como é que se desenvolveu tanto tecnologicamente, tornando-se um verdadeiro íman para os jovens trabalhadores, que de outra forma poderiam ir para o estrangeiro.


Como pensionistas europeus e atentos iremos divulgar a viagem que pressupomos com muito interesse.



FONTE:  euronews

.

SLIME  
SATISFATÓRIOS E RELAXANTES 
2019 




FONTE:  Curiosidades Mil

.
.
Euronews Noite 
09.05.2019



FONTE: euronews

.
.
ACREDITE SE QUISER/2













.
.


1969
Senso d'hoje
CAMILA VERAS MOTA
JORNALISTA BRASILEIRA
BBC EM LONDRES
Venezuela
4 possíveis saídas para crise




FONTE:  BBC News Brasil

.
.
A Baleia Jubarte


.
.

BOM DIA


.