quarta-feira, 14 de junho de 2017

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
I-OS RIOS E A VIDA
2-O AMAZONAS



.
.
MALDITO SWEET

GRAN CANARIA SWIMEAR
PRIMAVERA
2017



.
.
II-MESTRES DE COMBATE
4-KYOKUSHIN
JAPÃO



* Não somos fãs destas modalidades desportivas, temos até   dúvidas se o "modismo" destas prácticas não potencia os conflitos de minorias formatadas em grupos de luta. Os vídeos desta série têm espectáculo e aventura, priviligeámos isso.

** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO 
"DESTAK"

Donald Trump está a ser investigado
 por possível obstrução à justiça

O presidente norte-americano, Donald Trump, está a ser investigado por eventual obstrução à justiça, noticiou na quarta-feira o jornal Washington Post. 
 .
A investigação está a ser feita pelo procurador especial que lidera a inquérito sobre a possível ingerência russa nas eleições presidenciais norte-americanas, em 2016, Robert Mueller.

Este procurador tinha sido nomeado para o caso russo depois da demissão fulminante, em maio, do então diretor da polícia federal (FBI, na sigla em Inglês), James Comey, que depois garantiu que Trump, antes de o destituir, lhe tinha pedido que "deixasse passar" as investigações sobre os vínculos do seu ex-assessor de Segurança Nacional, Michael Flynn, com Moscovo.

* Já o nome cheira mal, que fará a pessoa.

.

JOÃO QUADROS

.




Santa Cabana da Misericódia

Se a Santa Casa é responsável por fazer excêntricos todas as semanas, os Bancos têm sido capazes de nos fazer mais pobres todos os dias.

Segundo o nosso jornal, o Montepio vai absorver mais de 18% do activo da Santa Casa. Comprar 10% do Montepio vai exigir que a Santa Casa mobilize quase 140 milhões. Investimento passará a representar mais de 18% do património da entidade liderada por Santana Lopes. Finalmente uma boa notícia, porque, até agora, a Santa Casa dos bancos temos sido nós. Se a Santa Casa é responsável por fazer excêntricos todas as semanas, os Bancos têm sido capazes de nos fazer mais pobres todos os dias. Mas, quando chegamos ao ponto em que é suposto Santana Lopes salvar um banco, está tudo dito sobre o nosso sistema financeiro.

Uma breve nota para dar a conhecer a história da Misericórdia de Lisboa enquanto ela ainda existe. A Santa Casa da Misericórdia nasceu a 15 de Agosto de 1498, ou seja, já tem idade para ter juízo. A primeira Misericórdia portuguesa surgiu graças a uma especial intervenção da Rainha Dona Leonor. Uma senhora com muita classe que fazia um chá fabuloso e com quem sabia bem ter uma conversa - segundo Lili Caneças. Mais tarde, foram definidos alguns dos trabalhos da Misericórdia, eram eles: dar de comer a quem tem fome. Muito bem. Curar os doentes. Óptimo. Vestir os nus... A pergunta é: será que eles queriam? É que, às vezes, dá jeito estar nu.

Na altura, a Misericórdia teve o total apoio do Rei Dom Manuel I. Dom Manuel era conhecido na corte como Manel, mas foi-lhe dado o cognome de O Venturoso, O Bem-Aventurado ou O Afortunado, pelos eventos felizes que ocorreram no seu reinado, designadamente a descoberta do caminho marítimo para a Índia, o Brasil, e de ter feito cinco números e duas estrelas no Euromilhões em semana de jackpot. Sai sempre aos que já têm. Gostaria de salientar que, apesar de toda esta sorte, Dom Manuel I nasceu em Alcochete.

A Santa Casa, mais concretamente o Euromilhões, tem feito muito pelos portugueses. Foi graças ao Euromilhões que muitos portugueses passaram a conhecer os números até ao 50. É incrível a quantidade de jogos que existem hoje em dia. A Santa Casa tem o Euromilhões, o Totoloto, o Totobola, o Placard, o Joker, a Raspadinha, a Lotaria Clássica, a Lotaria Popular e a Instantânea. Ou seja, por semana, existem mais de dez hipóteses de podermos ficar milionários. E ainda dizem que Portugal é um país onde há poucas oportunidades.

O Euromilhões tem sido muito importante para os portugueses. Por exemplo, todas as semanas, eu vou a casa da minha avó porque ela quer jogar, mas já tem a vista cansada. A minha avó joga no Euromilhões, no Totoloto e no Joker, mas nunca ganhou nada. Felizmente… Porque eu nunca entrego os boletins e fico com o dinheiro.

Para terminar, e em jeito de conclusão, acho que, de certa forma, faz sentido a Santa Casa ficar com o Montepio se fizer um jogo de apostas em que podemos apostar no dia em que o Montepio vai falir, com um joker para quem adivinhar quanto lá vamos nós ter de pagar outra vez. Ainda assim, faz-me confusão que, com tanta coisa em que investir, como pastéis de Belém e tudo o que esteja ligado ao turismo, a Santa Casa escolha o negócio que mais prejuízo tem dado. Acho que a Santa Casa brinca com a sorte.

top 5

Excêntricos

1. Canais SIC Notícias e Internacional deixam de ser emitidos em Angola - deixam de ver o José Gomes Ferreira e aumenta logo o PIB.
2. Sismo de magnitude 3.5 sentido em Amarante - Teodora Cardoso diz que, na realidade, é apenas de 2,8.
3. Marcelo convida idosos da Terceira a visitá-lo em Belém - a nado.
4. Banco Popular vendido por um euro - em dez tranches de 10 cêntimos. O Banco Popular é a nova pastilha gorila que os tipos da mercearia davam quando não tinham trocos.
5. Zé Gomes Ferreira para o PM: "Considera-se um homem com sorte?" - Costa devia ter respondido: "Sim, por exemplo, não liguei quando você disse para investir tudo no BES".

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
09/07/17

.
.


1261.UNIÃO



EUROPEIA



.
HOJE NO 
"i"
Os 20 países mais perigosos 
do mundo para os turistas 

Se estiver a pensar viajar para fora nas férias de verão, pense bem no destino que vai escolher.
.
O Relatório de Competitividade de Viagens e Turismo de 2017 do Fórum Económico Mundial avalia o estado do setor de viagens e do turismo de 136 países, sendo que entre as dimensões analisadas está a segurança, tendo em conta o grau de violência e de exposição ao terrorismo.

Desta forma, aqui fica a lista dos 20 países mais perigosos do mundo para os turistas.
1.  Colômbia
2.  Iémen
3.  El Salvador
4.  Paquistão
5.  Nigéria
6.  Venezuela
7.  Egito
8.  Kenya
9.  Honduras
10. Ucrânia
11. Filipinas
12. Líbano
13. Mali
14. Bangladesh
15. Chade
16. Guatemala
17. África do Sul
18. Jamaica
19. Tailândia
20. Congo

* Fuja deles!

.
.

3-COREIA DO NORTE


DOCUMENTÁRIO CLANDESTINO




FONTE: SIC - Programa "TODA A VERDADE"

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
Factos e mitos
sobre migrantes
na América Central




FONTE: MÉDICOS SEM FRONTEIRAS

.
.
HOJE NO 
"A BOLA"

Mundial 2018
Humans Right Watch denuncia exploração laboral sobre trabalhadores dos estádios

A Humans Right Watch, organização que combate a violação dos direitos humanos por todo o mundo, divulgou, esta quarta-feira, um extenso documento no qual revela várias queixas de trabalhadores nos estádios que vão acolher o Mundial 2018, na Rússia.
 .
Segundo a organização não-governamental, em seis dos 12 estádios que vão acolher a prova houve relatos de exploração laboral, como o atraso de vários meses no pagamento de salários, trabalho sob 25 graus negativos sem as devidas proteções para o frio extremo e ausência de contratos de trabalho.

* A FIFA de Blatter tinha um carinho especial por ditaduras, Rússia, Qatar, este novo  presidente não teve coragem para derrubar tamanha afectividade.

.
.
Bethânia
Canta
Cheira bem,cheira a Lisboa


.
.
HOJE  NO 
"AÇORIANO ORIENTAL"

Açores criam plataforma digital de
 exames de imagiologia comum
 a todas as unidades de saúde

As unidades do Serviço Regional de Saúde dos Açores vão passar a ter acesso aos exames de imagiologia feitos noutras unidades, a partir de 2018, através de uma plataforma digital comum, anunciou hoje o Governo Regional
  .
"O sistema consistirá numa plataforma única que poderá ser acessível por todas as unidades de saúde (centros de saúde, hospitais e centro de oncologia) do Serviço Regional de Saúde, onde existirá uma base de dados, onde estarão disponíveis todos os resultados de exames de imagiologia da região”, revelou, em declarações à Lusa, João Macedo, vogal da Saudaçor, Sociedade Gestora de Recursos e Equipamentos da Saúde dos Açores.

O Sistema de Informação de Imagiologia já foi adjudicado, por concurso público, e, segundo o executivo, deverá estar a funcionar no início de 2018, em todos os centros de saúde e hospitais da região, bem como no Centro de Oncologia dos Açores, podendo também alargar-se às entidades convencionadas.

Atualmente, já existe uma plataforma semelhante para as análises clínicas e os médicos já têm acesso ao processo clínico dos utentes por via digital, mas o acesso aos exames de imagiologia, como raio-x e TAC (tomografia computorizada), estava limitado aos hospitais.

A partir de 2018, "qualquer centro de saúde poderá ter acesso imediato a exames efetuados por um doente num hospital e vice-versa".

Segundo João Macedo, o novo sistema vai permitir uma maior rapidez na leitura dos exames e uma maior rentabilização dos recursos existentes, tendo em conta que as unidades onde é feito o exame nem sempre têm médicos disponíveis para o interpretar.

“Isto permite que possamos ter um médico em São Miguel a ver um exame da Terceira ou inclusivamente um médico em Lisboa a ver um exame da Terceira. Permite que haja uma gestão de recursos muito mais eficiente, porque evita que tenha de haver a deslocação ou do utente, ou do médico, ou dos próprios exames fisicamente”, salientou.

O sistema poderá integrar no futuro exames de outras áreas, como cardiologia, anatomopatologia ou gastroenterologia.

“É uma plataforma que está criada e pensada para essa evolução futura. Tem um conjunto muito alargado de compatibilidades possíveis”, adiantou o vogal da Saudaçor.

O Sistema de Informação de Imagiologia dos Açores custou cerca de 1,2 milhões de euros, tendo comparticipação de fundos comunitários.

* Excelente medida desde que o direito à  privacidade dos dados de cada utente esteja assegurada.

.
.
HOJE  NO 
"CORREIO DA MANHÃ"
Condenado o uso da denominação 'manteiga' ou
 .'queijo' em produtos vegetais 

Decisão tem por base uma ação inibitória apresentada pela associação alemã VSW.

O Tribunal de Justiça europeu pronunciou-se esta quarta-feira contra a utilização da denominação 'leite', 'manteiga' ou 'iogurte' por produtos não lácteos, dando razão a uma associação alemã que acusou de concorrência desleal uma empresa de alimentos vegetarianos/veganos. 
 .

Num acórdão publicado esta quarta-feira, o Tribunal de Justiça da União Europeia reforça que o regulamento europeu n.º 1308/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro de 2013, determina que as denominações 'leite', 'soro do leite', 'nata', 'manteiga', 'leitelho', 'queijo' e 'iogurte' estão "reservadas exclusivamente aos produtos lácteos", opondo-se por isso a que "sejam utilizadas para designar, na comercialização ou na publicidade, um produto puramente vegetal, mesmo que essas denominações sejam completadas por menções explicativas ou descritivas que indiquem a origem vegetal do produto em causa". 

Na base deste acórdão está uma ação inibitória apresentada pela associação alemã VSW contra a empresa de produção e distribuição de alimentos vegetarianos/veganos TofuTown, que, segundo se lê no documento, "promove e distribui, entre outros, produtos puramente vegetais sob as designações de 'Soyatoo manteiga de tofu', 'queijo-vegetal', 'Veggie-Cheese', 'Cream' e outras denominações semelhantes". 

Para a VSW, trata-se de um caso de "concorrência desleal", mas a TofuTown alegou durante o processo, que correu no Tribunal Regional de Trier, na Alemanha, que a sua publicidade aos produtos vegetais com as denominações em causa não viola as disposições do direito da União Europeia. 

Para esta empresa, não só "o modo como o consumidor compreende essas denominações se alterou consideravelmente nos últimos anos", como o uso que faz das denominações 'manteiga' ou 'cream' não é feito "de modo isolado", mas "sempre em associação com termos que remetem para a origem vegetal dos produtos em causa, como, por exemplo, 'manteiga de tofu' ou 'rice spraycream'". 

Em resposta ao pedido de decisão prejudicial apresentado em julho de 2016 pelo Tribunal de Trier, o Tribunal de Justiça da União Europeia veio agora reforçar o determinado no regulamento europeu n.º 1308/2013, segundo o qual 'produtos lácteos' são "os produtos derivados exclusivamente do leite", estando "exclusivamente reservadas aos produtos lácteos" as designações 'soro do leite', 'nata', 'manteiga', 'leitelho', 'queijo' e 'iogurte". 

Em declarações à agência Lusa, o diretor-geral da Associação Nacional dos Industriais de Laticínios (ANIL), Paulo Costa Leite, congratulou-se com este "reforço da [necessidade de] aplicação correta da lei" por parte do Tribunal de Justiça europeu, recordando que "o setor lácteo se tem batido, em toda a Europa e nos EUA", pelo cumprimento da legislação existente. 

* E o "bife de  soja" ficou de fora, porquê? Quando termina este marketing aldrabado?

.
.
 ELEVADORES EM CRISE




.
.
HOJE  NO 
"OBSERVADOR"

O fim do roaming na União Europeia?
.Conheça as novas regras

A partir de 15 de junho, o roaming vai deixar de ter custos adicionais entre países da União Europeia. Assim, vai poder utilizar um telemóvel português em qualquer país comunitário — mas há exceções.

Esta quinta-feira, dia 15 de junho, vai deixar de pagar roaming sempre que utilizar o telemóvel noutro país da União Europeia, desde que esse uso não exceda quatro meses. Assim, por exemplo, um cidadão português poderá utilizar o seu telemóvel em Espanha sem a maioria dos custos que tinha até agora. Porém, há despesas adicionais que ainda deverão ser tidas em conta.

1-“Roam like at home”. O mesmo tarifário de Portugal à Roménia
Segundo a nova legislação, que a Comissão Europeia apelidou de “Roam like at home” (“Faz roaming como em casa”), todos os utilizadores que tiverem um número de telemóvel de um dos 27 países da União Europeia passarão a pagar comunicações nos outros países comunitários aos mesmos preços praticados no seu tarifário normal. Assim, um utilizador português não terá custos adicionais se fizer uma chamada, enviar uma SMS ou utilizar dados móveis em Portugal, em Espanha ou na Roménia. Ainda assim há exceções, como explicamos no terceiro ponto.
 .
Já agora: apesar de o Reino Unido estar em vias de sair da União Europeia, este novo regime também se aplica ao país. Porém, nada garante que isto não venha a mudar — tudo dependerá das negociações que vão levar ao Brexit. Quanto aos países fora da União Europeia, os custos adicionais vão continuar.

2-Vou continuar a receber mensagens da minha operadora sempre que for ao estrangeiro?
Sim. As típicas mensagens de boas-vindas a um país estrangeiro vão continuar, porque a isso as operadoras são obrigadas. Não por uma questão de cortesia, mas antes por obrigação legal. Segundo o novo regime, os operadores de serviço vão ter de continuar a enviar uma mensagem de texto onde são recordados os preços das chamadas efetuadas e recebidas, das SMS e dos dados móveis.

Além disso, poderá receber uma mensagem a avisar que atingiu o limite de 50 euros em dados descarregados — o que, à partida, deverá evitar que os utilizadores sejam mais tarde surpreendidos com faturas que excedam aquele valor apenas em dados móveis. Segundo a Comissão Europeia, o utilizador é livre de acordar com a sua operadora um limite superior a esses 50 euros. Nesse caso, a operadora é obrigada a avisá-lo por SMS quanto atingir 80% desse novo limite.

3-Posso emigrar para outro país da UE e usar só o meu telemóvel português? Pista: aqui pode haver custos adicionais
Pode, mas vai sair-lhe caro. A nova legislação tem como objetivo aliviar as faturas dos cidadãos europeus que se desloquem a outros países comunitários de forma temporária e não para aqueles que pretendam ficar nele a médio e longo prazo. Esta cláusula surge como mecanismo de defesa das empresas de telecomunicação, para impedir que cidadãos utilizem a tempo inteiro tarifários de um país noutro onde os preços são geralmente mais caros.

Imagine, por exemplo, que em Espanha as operadoras praticam preços duas vezes maiores do que as suas homólogas portuguesas. Nesse caso, se não houvesse esta cláusula no novo regime, seria de esperar que muitos espanhóis utilizassem telefones portugueses como maneira de fugir aos preços espanhóis.

Neste caso, as telecomunicadoras podem cobrar valores adicionais sempre que detetarem que um utilizador de outro país utiliza a sua com mais frequência do que a do seu próprio país num período de quatro meses. Nesse caso, a operadora poderá cobrar 0,032 euros por cada minuto de chamada; 0,01 euros por SMS enviadas e 7,70 euros por cada gigabyte descarregado. A estes preços, acresce o IVA.

* Parecem-nos correctos os novos moldes de  comunicação na Europa.

.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Balcão móvel da Caixa não permitirá levantamentos nem depósitos

O serviço móvel de balcões irá a zonas rurais prestar serviços bancários, principalmente onde o fecho de agências deixou sem acesso aos serviços populações mais idosas

A carrinha da Caixa Geral de Depósitos (CGD) que servirá as populações de localidades sem agências do banco público arrancará a operação no fim deste mês, mas não terá serviços de depósitos nem levantamento de dinheiro.
 .
A informação foi dada esta quarta-feira pelo diretor de comunicação da CGD, Francisco Viana, na apresentação da carrinha na Feira do Livro, em Lisboa, tendo indicado, como já era esperado, que neste balcão móvel não será possível depositar ou levantar dinheiro por questões de segurança.

Os serviços bancários disponíveis são os que não envolvem numerário, como simular operações de crédito, atualizar dados, pedir emissão de cartões, esclarecer dúvidas sobre produtos ou fazer pagamentos através do terminal do MB Spot.

No caso de um cliente idoso, que habitualmente ia a uma agência da CGD levantar a reforma, não poderá fazê-lo nesta carrinha.

Sobre o facto de a carrinha não permitir realizar operações com dinheiro, Francisco Viana disse que o Banco de Portugal não deu autorização por questões de segurança.

Contudo, considerou que, se a carrinha estiver perto de uma caixa automática, o funcionário poderá ajudar o cliente que estiver a ser atendido a fazer pagamentos e levantamentos, suprindo alguns serviços que o balcão móvel não tem.

Foi em abril que o presidente executivo da CGD, Paulo Macedo, anunciou no Parlamento que a instituição pediu autorização ao Banco de Portugal para ter um serviço móvel de balcões, com carrinhas que vão a zonas rurais prestar serviços bancários, nomeadamente onde o fecho de agências do banco deixou sem acesso a serviços populações mais idosas e sem facilidade em usar o portal do banco na Internet.

A carrinha hoje apresentada é azul, com o símbolo da CGD e informa logo na lateral que "este veículo não transporta valores".

Francisco Viana explicou aos jornalistas que, no final de junho, a carrinha iniciará atividade por um período de teste em que será avaliado quantos veículos faz sentido existirem no futuro e as localidades que servirão.

Para já, disse, ainda faltam as autorizações de entidades como câmaras municipais e juntas de freguesia para definir os sítios em que o balcão móvel poderá parar e ainda definir os horários em que estará disponível.

A carrinha contará com um trabalhador da CGD, da agência principal mais próxima da localidade em que está a operar em determinado dia, e ainda de um vigilante de uma empresa privada, que será também o condutor da carrinha, adiantou.

* A CGD abandona grande parte da sua função social, devia passar a chamar-se "Banco Geral de Depósitos".

.
.
COMO SEREMOS DAQUI A 100 ANOS



FONTE: RealLifeLore


.
.
HOJE NO 
"RECORD"
Cristiano Ronaldo reage a acusação
 de fraude fiscal: «De consciência tranquila, sempre»

Poucas horas após as denúcias por alegada fraude fiscal cometida em Espanha, Cristiano Ronaldo manteve a posição anterior. "Estou de consciência tranquila, irmão. Sempre,  Sempre!", assegurou o capitão da Seleção Nacional, em espanhol, à chegada ao Aeroporto Humberto Delgado, antes da partida para a Rússia.
.

* CR7 vende a sua marca em qualquer altura até por motivos que não deseja. Vamos ver quantos dias a comunicação social portuguesa vai chafurdar no assunto sem haver vozes que o defendam. 
Nós estamos do seu lado sem dúvidas, não vamos mais abordar este tema até à sua conclusão.

.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Aprovada resolução para eliminar 
rendas excessivas no setor elétrico

O parlamento aprovou esta quarta-feira, com a abstenção do PSD, o projeto de resolução do BE que recomenda ao Governo que elimine as rendas excessivas no setor elétrico, em particular, nos chamados Custos de Manutenção do Equilíbrio Contratual.

Com a abstenção do PSD e os votos a favor de todos os restantes partidos, o projeto de resolução dos bloquistas foi aprovado esta quarta-feira em plenário da Assembleia da República, no qual foi chumbado - com os votos contra de socialistas e sociais-democratas - o projeto de lei do PCP que determina a eliminação CMEC e dos Contratos de Aquisição de Energia (CAE) com a EDP e outras empresas do setor eletroprodutor. 
 .
"O BE propõe que a Assembleia da República recomende ao Governo que tome as iniciativas necessárias à eliminação das rendas excessivas no setor elétrico, em particular, nos chamados Custos de Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC), e que essa eliminação - seja por renegociação direta no âmbito do processo de revisibilidade final dos CMEC, seja mediante tributação específica do produtor - se reflita na formação das tarifas para o ano 2018 e seguintes", refere o texto aprovado.

No final do plenário, o deputado do BE Jorge Costa destacou aos jornalistas que "quase todos os partidos votaram a favor do corte e da eliminação destas rendas excessivas na energia, cobradas indevidamente aos consumidores".

Para o deputado bloquista, "é uma mudança política importante e é uma posição forte da Assembleia da República que mandata o Governo para uma renegociação consequente e para o corte das rendas excessivas na energia", ficando o executivo socialista "com um mandato mais forte e com o compromisso político maior" nesta matéria.

"Por proposta do BE é recomendado que esses custos sejam devolvidos aos consumidores e que sejam eliminados da fatura elétrica nos próximos anos, seja por renegociação direta conduzida pelo Governo, seja por imposição de um tributo sobre a EDP que faça reconduzir aos consumidores os ganhos desta cobrança indevida", explicou.
 .
Jorge Costa sublinhou que "o Governo tem tido o compromisso de reabrir o dossiê das rendas excessivas" e com esta proposta fica claro qual é o alcance e o objetivo que o deve cumprir, que é a sua eliminação.

Na resolução aprovada, os bloquistas explicam que "os CMEC são parte significativa daquelas rendas excessivas, tendo representado 2500 milhões de euros a cargo dos consumidores de eletricidade ao longo dos últimos 10 anos" e que este ano "pesarão 300 milhões de euros na fatura elétrica".

De acordo com o texto do BE, "a natureza excessiva da remuneração assegurada pelos CMEC está bem identificada desde a sua origem", remetendo a uma informação de um parecer da ERSE de 2004.

"O peso das rendas garantidas no sistema elétrico português não tem paralelo noutros países europeus. No caso espanhol, estes custos foram eliminados por decreto do governo Zapatero logo em 2006", comparam.

Segundo o texto do BE, "o objetivo da redução dos custos da eletricidade no orçamento das famílias e das empresas não se compagina com a permanência de rendas excessivas no setor eletroprodutor".
 .

"Durante o ano de 2017, o Governo procederá ao ajustamento final dos CMEC para o período 2018-2027. Para determinar esse ajustamento final, foi aprovada com o Orçamento do Estado para 2017 a constituição de um grupo de trabalho a ERSE, cujo estudo deve ser apresentado até ao final do primeiro semestre", recordam.

* Finalmente, depois de longos anos de Catroga e Mexia nos tratarem com electro choques todos os meses, eis que há a possibilidade de desligar a cadeira eléctrica.

.

. 

EM 2017

   FUMAR  AINDA EMAGRECE


E definitivamente alivia o stress 

.
.
 
1276
Senso d'hoje
PAOLLA CAROSELLA
COZINHEIRA ITALO-ARGENTINA
RADICADA NO BRASIL
"Os sonhos que eu tenho
  não têm limite"






* Paola Florencia Carosella (Buenos Aires, 30 de outubro de 1972) é uma cozinheira, empresária, executiva e chef de cozinha ítalo-argentina radicada no Brasil. É dona do restaurante Arturito e do café La Guapa. Ficou conhecida ao se tornar jurada da versão brasileira do reality show MasterChef, transmitido pela Band. Foi eleita a melhor chef de 2014, pelo Guia da Folha de S.Paulo


FONTE: Endeavor Brasil


.

NOTÍCIAS PARA HOJE


 COMPRE JORNAIS













 .
,
Hedgehog no banho


(Ouriço Pigmeu Africano)
,
.

BOM DIA


.
.

2-BIZARRO

FORA "D'ORAS"

XIII-MOUNT OLYMPUS



*Quem diz que os artistas não são atletas?

 O artista belga Jan Fabre e 27 outros artistas conceberam uma apresentação de 24h sem paragem nem intervalos, intitulada de Mount Olympus, que foi estreada no Berliner Festspiele. 
O incrível feito de resistência foi escrito, dirigido e coreografado por Fabre, que novamente empurra os limites do teatro.

Depois de 12 meses de ensaios, Mount Olympus tentou unir todas as facetas do trabalho anterior do artista. 

Descrito como 'um projecto excepcional' no site do Berliner Festspiele, os artistas  'dançaram, actuaram, amaram, sofreram, dormiram e sonharam ao percorrerem os mitos da Grécia antiga'.  Levaram os espectadores através duma actuação entre o acordar e o sonhar, entre o sonho e a realidade.

Actuações anteriores baseadas na resistência, tal como a sua peça de oito horas 'Isto é Teatro Como Era Esperado e Antecipado'  (1982), revolucionaram o conceito da arte de teatro e actuação.

Desde 1951 que o Berliner Festspiele une uma variedade de entre-cruzamentos de disciplinas artísticas e de eventos culturais para promover a rica e colorida paisagem artistica de Berlim.


** Somos suficientemente incultos e incapazes para considerar como arte este espectáculo, não há como aprender e digerir.

*** A primeira parte da encenação foi editada neste blogue entre 07 e 25 de Abril.
Disfrute.

..