sábado, 18 de fevereiro de 2017

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
.

XXII-SEM VERGONHA


3 - TRAIÇÃO

ASSOCIAÇÃO DOS CORNOS
DO ESTADO DO MARANHÃO



ATÉ AO PRÓXIMO SÁBADO

A NOSSA FICÇÃO
A MÓNICA MOREIRA LIMA, jornalista de profissão não chegavam as notícias comezinhas do quotidiano, nem que fosse uma bomba de neutrões.
Pensou, pensou, engendrou equipa tão louca como ela, baratinou os maiorais da TV GUARÁ e "amadrinhou"o "SEM VERGONHA" programa despudorado tão ao nosso gosto, cheio de pimenta por todo o lado, sem qualquer grosseria e divertido.
Ela só pode ser inteligente e boa!

O QUE DIZ A AUTORA
O Sem Vergonha é o programa mais polémico e irreverente da TV brasileira. Já rendeu vídeos para os quadros Top Five do CQC e Passou na TV do Agora é Tarde, ambos da BAND. Foi tema de uma matéria de duas páginas na maior revista de circulação nacional, a VEJA. E culminou com uma entrevista antológica ao Rafinha Bastos, no Agora é Tarde. Todos os programas estão disponíveis no blog e no YouTube. Não recomendo sua exibição para menores de 18 (anos ou cm) para evitar traumas futuros. Falo de sexo sem pudor, sem frescuras, sem meias palavras, sem eufemismos e com muito bom humor. Advertimos que o Sem Vergonha pode provocar ereções involuntárias e uma vontade irreprimível de dar, sem restrições de orifícios.


FONTE: TV GUARÁ

.
.

12-DENGOSAS


.
.
Casa dos Degredos
Cátia e Fanny no confessionário



FONTE: PROGRAMA "ESTADO DE GRAÇA"  RTP/1

.
.

11-DENGOSAS



.
.

IMUNOLOGIA BÁSICA


FORMAÇÃO DO SISTEMA IMUNE/1





Uma interessante série conduzida pelo Mestre e Doutor Luiz Werber-Bandeira, Chefe de unidade de Imunologia Santa Casa do RJ


* Uma produção "CANAL MÉDICO"

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.

10-DENGOSAS



.
.


1-CHERNOBIL

E A LAVA RADIOACTIVA




FONTE: NERDOLOGIA


.
.

9-DENGOSAS


.

VITOR ESPADINHA

.




BRUNO, O PALHAÇO. RUA!
 
É no verdadeiro sentido pejorativo que eu acho o ainda presidente do Sporting Clube de Portugal, um palhaço! (Que me desculpem os verdadeiros palhaços). Sou sócio há mais de sessenta anos do grande clube que é o Sporting, e não me lembro de um presidente tão ridículo, tão pernicioso, tão descalibrado, tão nocivo como este cromo!

Cometi dois erros graves na minha vida que, ainda hoje, estou a pagar:
Erro 1 - Regressar a Portugal, vindo de Inglaterra, onde vivi 12 anos, no dia 26 de Abril de 1974!
Erro 2 - Ter apoiado o energúmeno Bruno de Carvalho na candidatura, há quatro anos, a Presidente do Sporting Clube de Portugal!
Pelo erro 2 peço desculpa aos sócios e adeptos do Sporting Clube de Portugal!
Espero que me perdoem. Mas dou-vos a minha palavra de honra que foi com boa intenção!
 
Este "Goebbels" de trazer por casa convenceu-se que o Sporting é dele. Convenceu-se que o banco de suplentes é a sala de estar da sua casa. Convenceu-se que a televisão do S.C.P. é dele, que as claques são dele, que os funcionários do clube são uma cambada de jesuítas e que ele, qual "Marquês de Pombal", de leão pela trela, com a sua voz de som de megafone, decreta tudo e mais alguma coisa! O Sporting Clube de Portugal não é dos sócios, é deste atrasado mental, cuja única atitude digna de registo, foi convidar para a próxima candidatura, um psiquiatra! Foi um bom passo, mas não acredito que o Daniel Sampaio consiga restitui-lo aos normais!

Este anormal tratou abaixo de cão as grandes figuras do Sporting, como foi o caso de Manuel Fernandes, Carlos Lopes e outros! E, para evitar o escândalo, empregou-os!
 
Este cromo trata os grandes adversários do Sporting, não como adversários, mas como inimigos! Este homem é a verdadeira negação do desporto e, mais grave, prejudica a dignidade de um clube como o Sporting Clube de Portugal!

Este desequilibrado que se senta no banco do treinador interpreta a mascara negra da tragédia quando o nosso clube sofre um golo, dá chutos em latas de coca-cola quando o arbitro se engana (ou nos engana), e faz festas e macacadas com as vitórias! Este homem não se sabe comportar como um Presidente do Sporting Clube de Portugal!

Este primata bípede necessita urgentemente do aconselhamento de Daniel Sampaio.
Onde é que já se viu um Presidente do Sporting Clube de Portugal fazer uma espera no corredor dos balneários e cuspir na cara de outro presidente de outro clube? Isto não é o Sporting!
 
Este aberrante personagem do futebol fez com que Leonardo Jardim não aguentasse o cromo, e, resultado, prepara-se para ser campeão de França pelo Mónaco! Despede Marco Silva, no ano seguinte campeão na Grécia e, presentemente, a dar cartas no país do melhor futebol do mundo, a Inglaterra!

E, o louco, contrata quem? O "melhor treinador do mundo"? O "rei da tática"? Não! Contratou o "rei do ridículo"! Para bem do Sporting? Não! Para fazer pirraça ao Benfica! Jesus foi campeão pelo Benfica? Foi! Para justificar a frase do grande Wilson: "No Benfica qualquer treinador se arrisca a ser campeão!

E assim vamos indo, diariamente achincalhados, com um treinador que ninguém percebe o que ele diz, excepto o Bas Dost que ainda consegue perceber 20%!

Como é que o presidente de um clube como o Sporting gasta milhões em jogadores que mais parecem pacientes da fisioterapia de Alcoitão, e depois tem que os mandar embora?

Queremos um treinador que receba de braços abertos as grandes esperanças da Academia de Alcochete e um Presidente que respeite os adversários, não escarre na cara de outros presidentes! O Grande Sporting não é isto!

BRUNO DE CARVALHO, RUA!

O grande clube que é o nosso não pode ter uma abécula destas como PRESIDENTE!
Sócios: Pensem bem em quem vão votar! Mais quatro anos e davam cabo do nosso grande clube!
Saudações leoninas,
Victor Espadinha
Sócio nº 791

IN "PÁGINA DO FACEBOOK"
13/02/17

.
.


1146.UNIÃO



EUROPEIA





8-DENGOSAS



.
.
JESUS
MERO MORTAL




FONTE: CICLISTASEMDEUS


.
.
XII-VIDA SELVAGEM
4- URSO PARDO
Predadores Selvagens


.
.

7-DENGOSAS



.
.
RECORDANDO


ATAULFO ALVES

POIS É


.
.
HOJE NO  
"RECORD"

António Costa enaltece papel de Carlos Lopes na afirmação de Portugal no Mundo

Primeiro Ministro recorda alegria dada pelo campeão olímpico de 1976

O primeiro-ministro discursava perante o antigo atleta, durante a reabertura do pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, 14 anos após ter encerrado por falta de condições de segurança. Durante a cerimónia, António Costa salientou que o campeão olímpico "foi quem deu a primeira grande alegria da capacidade de Portugal e dos portugueses triunfarem e se afirmarem no mundo". "Provavelmente, sem a força do seu nome, este pavilhão não estava agora devolvido à cidade e ao país", advogou.

MEDALHAS
Ouro
Los Angeles 1984
Maratona

Prata
Montreal 1976
10000 m

Campeonatos Mundiais de Corta-Mato

Ouro
Chepstow 1976
Individual

Ouro
East Rutherford 1984
Individual

Ouro
Lisboa 1985
Individual

Prata
Düsseldorf 1977
Individual

Prata
Gateshead 1983
Individual


Lembrando os feitos de Carlos Lopes, o primeiro-ministro apontou que, independentemente das medalhas de ouro que o antigo atleta alcançou durante a sua carreira, "a medalha de maior orgulho" é a medalha de prata que alcançou nos Jogos Olímpicos de Montreal, em 1976. "Essa foi a primeira vez que nós vimos numa grande competição internacional subir a bandeira nacional ao mastro, e essa é uma alegria inesquecível para toda a minha geração", considerou.

A reinauguração acontece no dia em que se assinala o 70.º aniversário do ex-atleta e campeão olímpico Carlos Lopes, que correu pelo Sporting e venceu provas como o Campeonato do Mundo de Corta-mato (1976 e 1984), a Corrida de São Silvestre de São Paulo, Brasil (1982 e 1984) e a maratona de Roterdão, Holanda (1985).

Ali estará, inclusive, patente uma exposição permanente sobre Carlos Lopes, composta por 300 peças por si cedidas, como troféus, medalhas e roupa desportiva, e por elementos multimédia como vídeos (que serão projetados) e uma cronologia.

A reabertura do espaço contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, do presidente adjunto da Associação Turismo de Lisboa (ATL), Jorge Ponce Leão, da presidente da Assembleia Municipal e deputada, Helena Roseta, dos vereadores do executivo, presidentes de Juntas de Freguesia, e ainda figuras do desporto nacional.

Tomando a palavra, o presidente da Câmara considerou que este "é indiscutivelmente um dia especial" para Lisboa, pois o pavilhão é uma "marca profunda no imaginário da cidade".

"Este pavilhão está reconstruído para servir o futuro da cidade", acrescentou o autarca.

Por seu turno, Carlos Lopes, que recebeu a chave do espaço das mãos de António Costa e Fernando Medina, observou que "é uma enorme satisfação ver esta cara lavada ao fim de 70 anos".

Criado na década de 1920, o pavilhão fechou em 2003 e esteve vários anos ao abandono.

Os trabalhos de requalificação, que incluíram a preservação de alguns traços históricos (como azulejos e elementos decorativos), a modernização da sala principal, a criação de infraestruturas de apoio, o arranjo da envolvente e a criação de novos acessos custaram oito milhões de euros e duraram cerca de um ano.

À semelhança do que aconteceu no passado, o espaço será usado para iniciativas culturais, comerciais, desportivas e outras.

* Carlos Lopes não foi campeão olímpico em 1976, há que haver rigor jornalístico.

.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"
Pais de Maddie acusam o Supremo
.
O casal McCann, pais de Maddie, a menina inglesa desaparecida no Algarve em 2007, pediu a nulidade do acórdão do Supremo Tribunal de Justiça, classificando-o de leviano "por não ter sido possível ao Ministério Público obter indícios suficientes da prática de crimes pelos recorrentes"..

O Supremo confirmou a decisão da Relação em revogar o pagamento de uma indemnização de 500 mil euros pelo ex-inspetor da PJ Gonçalo Amaral. 

* Porque é que estes energúmenos não são acusados de negligência parental.

.
.

CÂMARAS ESCONDIDAS



.
.
ESTA SEMANA NO 
"OJE/JORNAL ECONÓMICO"

Mexicanos formam “muro humano”
 junto à fronteira com os EUA

Milhares de mexicanos entrelaçaram os braços num "muro humano" na fronteira com os EUA, em protesto contra o plano do Donald Trump de construir uma barreira entre os dois países.

Milhares de mexicanos entrelaçaram os braços na sexta-feira para formarem um “muro humano” na fronteira com os Estados Unidos, em protesto contra o plano do Presidente Donald Trump de construir uma barreira entre os dois países. 
 .

O protesto, organizado pelas autoridades locais e grupos de direitos humanos mexicanos, reuniu pessoas munidas de flores, incluindo políticos, líderes sociais e multidões de estudantes na cidade fronteiriça de Ciudad Juarez, que já se encontra dividida da cidade vizinha norte-americana de El Paso por uma longa vedação.

Os manifestantes entoaram slogans contra Trump, cujos planos de construir um muro para afastar imigrantes sem autorização legal de residência nos Estados Unidos — e fazer com que o México pague pela obra — indignaram muitas pessoas. Os manifestantes, incluindo o presidente da câmara de El Paso, Oscar Leeser, formaram uma barreira de quase 1,5 quilómetros.

Muitas pessoas dos dois lados da fronteira atravessam-na diariamente, considerando um país a sua casa mas trabalhando no outro. “O muro é uma das piores ideias. Não vai travar nada, nem drogas nem migrantes. É apenas um símbolo do ódio de Donald Trump, do racismo do Presidente”, disse Carolina Solis, de 31 anos.

“Ciudad Juarez e El Paso são uma só cidade e nunca nos vamos separar”, afirmou Leeser, que nasceu do lado mexicano da fronteira. O seu homólogo em Ciudad Juarez, Armando Cabada, prometeu ajudar a instalar os migrantes deportados dos Estados Unidos. “Trump apenas gera medo nos nossos compatriotas norte-americanos. Devemos mostrar solidariedade para com eles e dizer-lhes que têm o nosso apoio. Se forem deportados, vamos acolhê-los de braços abertos”, afirmou.

* Admiramos e respeitamos a coragem destas pessoas, mas quem manda nos USA é um bestiário colectivo dono de muito dinheiro.

.
.
HOJE  NO
"A BOLA"

Hóquei em patins
Três equipas portuguesas nos
 `quartos` da Liga Europeia
.
Terminou, este sábado, com um pleno de triunfos portugueses a fase de grupos da Liga Europeia de hóquei em patins.

O Benfica, atual campeão em título, venceu o RHC Diessbach por expressivos 12-2. O FC Porto recebeu os italianos do Bassano e triunfou por esclarecedores 13-3, enquanto o Sporting superiorizou-se ao Reus, por6-3 e a Oliveirense ao Breganze, por 5-4.

Destas quatro equipas, apenas o Sporting falhou o apuramento para os quartos-de-final da prova, tendo ficado no terceiro lugar do grupo C.

Eliminatórias a duas mãos, agendadas para 11 de março e 1 de abril:

FC Porto - Reus
Benfica - HC Liceo
Forte dei Marmi - Barcelona
Oliveirense - Amatori Lodi

* Um feito notável, 3 equipas em 8.

.
.
CATERPILLAR



.
.
ESTA SEMANA NA  "GERINGONÇA"

Nova fábrica traz investimento de 80
. milhões e mais mil empregos a Águeda

O grupo indiano Sakthi vai inaugurar uma nova unidade de produção em Águeda dedicada ao fabrico de componentes críticos de segurança para a indústria automóvel (travões, suspensões e juntas de direção em ferro fundido nodular).
 .
 O investimento executado é já de 36,7 milhões, sendo que “o projeto aponta para um investimento global de 80/85 milhões de euros nos próximos seis anos”, avançou Jorge Fesch, presidente da multinacional indiana.

A unidade industrial contará com 135 trabalhadores já em 2017, subindo para cerca de 300 em 2019, e com “o número de emprego direto a chegar perto de mil pessoas” daqui a seis anos. Prova da ambição da Sakthi é a fábrica nova ocupar apenas 21 mil dos 260 mil metros quadrados reservados pelo grupo no Parque Empresarial do Casarão.

A produção será 100% para exportação, como acontece com a unidade que o grupo tem na Maia, e destina-se a equipar nove dos 10 modelos de automóveis mais vendidos no continente europeu.

* Gostamos de investimento estrangeiro em Portugal, preferíriamos novos empresários e investidores nacionais.

.
.

 HOJE NO
  "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

40% das escolas de áreas carenciadas têm mais sucesso do que a média nacional

Em dez anos, os alunos nas escolas TEIP quase quadruplicaram, mas resultados melhoraram muito ao nível do abandono e das retenções

Perto de 40% dos alunos integrados em territórios educativos de intervenção prioritária (TEIP), onde estão algumas das escolas mais desfavorecidas do país, já registam taxas de retenção e desistência abaixo das médias nacionais. Numa década, de acordo com dados pedidos pelo DN ao Ministério da Educação, o número de alunos abrangidos por estes agrupamentos (que já são 137) quase quadruplicou, de 46 401 (2007-2008) para 177 232 no presente ano letivo. Sinais positivos discutidos num seminário internacional que terminou ontem em Lisboa, mas em que se escondem também algumas assimetrias, quer entre regiões do país quer nos ciclos de escolaridade.
 .
Criado em 1996 como experiência pedagógica no governo de António Guterres, o programa TEIP nasceu numa lógica de discriminação positiva, tentando, através de reforços dos meios (nomeadamente técnicos e humanos) e da autonomia criar condições de sucesso para crianças oriundas de meios socioeconómicos mais desfavorecidos. Durante cerca de uma década o programa pouco evoluiu, registando 35 agrupamentos envolvidos até 2007-2008. Mas a partir de 2009-10, entre as passagens de Maria de Lurdes Rodrigues e Isabel Alçada pelo Ministério da Educação, deu um salto significativo, para os 105 agrupamentos. Em 2012-13 estabilizou em 137, número que se mantém até agora.

A evolução dos resultados dos TEIP é significativa, tendo em conta que os agrupamentos selecionados para integrar o programa tinham registos de insucesso e abandono muito superiores às médias nacionais e 48% dos alunos que os integram são carenciados e beneficiam de apoios da ação social escolar (ASE), por comparação com a média nacional de 36,98%. Em 2015-16, de acordo com os dados da Direção-Geral da Educação, enviados ao DN, 42, 7% das escolas TEIP (56) tiveram taxas de retenção e desistência abaixo do valor nacional no 1.º ciclo. No 2.º ciclo, a percentagem foi de 40,5% (53), no 3.º ciclo de 38,7% (53), no básico regular - o secundário fora das áreas de científico-humanísticas - de 38% (52) e no secundário de científico-humanísticas de 32,7% (16). 

Números que - apesar de revelarem que os níveis de sucesso tendem a decair à medida que os percursos escolares se vão tornando mais exigentes - indicam que em termos gerais cerca de 40% destes alunos alcançam níveis melhores do que as médias do país. Também um sinal animador, apesar de algumas flutuações, nomeadamente em 2014, é a evolução destes indicadores dentro do universo das TEIP. Em 2015-16, a grande maioria das escolas TEIP conseguiram baixar a retenção e o abandono em relação ao ano letivo anterior. A percentagem das que o conseguiram foi de 81,8% no básico regular, 77,1% no 2.º ciclo, 73,3% no 1.º ciclo e 65% no 3.º ciclo. Apenas no secundário das áreas científico-humanísticas (49%) as prestações foram mais fracas do que no ano anterior.

Menos positivas são as disparidades entre regiões. As escolas TEIP do Norte e do Centro do país têm desempenhos médios claramente melhores do que as do resto do país. De resto, em vários ciclos de escolaridade conseguem mesmo superar as médias nacionais. Por oposição, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve continuam bastante distantes quer das médias nacionais quer das restantes escolas TEIP. Dados que, apesar de em entrevista ao DN o secretário de Estado João Costa dizer que têm sobretudo que ver com questões de "liderança" das escolas, demonstram um país a duas velocidades no que respeita ao sucesso destas iniciativas.

Ex-ministros divididos
O DN falou com dois ex-ministros da Educação sobre o TEIP e as análises não foram totalmente coincidentes. Para Isabel Alçada, que esteve ligada à expansão de 2009-10, não há dúvidas de que o programa "tem feito diferença" na luta pelo sucesso escolar. "Os agrupamentos TEIP têm possibilidade de trabalhar com muito mais autonomia, têm mais recursos e sobretudo cria-se uma cultura interna em que o corpo docente está a reforçar a visão de que todos contam. Todas as crianças que ali estão têm de ser acompanhadas para irem mais longe, para levarem ao máximo as suas potencialidades." A ex-ministra lembra que além do sucesso educativo há estudos que apontam para melhorias "significativas em termos disciplinares, o que também é importante para os alunos e para as próprias escolas".

David Justino, ex-ministro e atual presidente do Conselho Nacional de Educação, é mais cauteloso na análise dos progressos registados: "A medição de sucesso dos TEIP é ainda objeto de alguma confusão, porque na verdade há escolas que têm conseguido ter resultados melhores mas há escolas que, sendo TEIP já há muitos anos, não conseguem sair de lá", diz ao DN. Para Justino, "o problema é saber até que ponto este diferencial potencia ou não o sucesso escolar, ou se apenas confina a determinadas áreas o insucesso".

Para o presidente do CNE, o problema não está em garantir apoios para as escolas mas na categorização destas, que considera poder ter efeitos negativos. Isabel Alçada não subscreve a ideia de que algumas TEIP sejam vítimas da própria imagem, atribuindo as diferenças de resultados às realidades concretas dos agrupamentos abrangidos.

* Portugal precisa cada vez mais de crianças mais instruídas e de pais mais educados e interessados nos filhos.

.
.


NÃO SÃO  NORMAIS










.
.

1162
Senso d'hoje
PAUL JOSEPH WATSON
ACTIVISTA POLÍTICO  
ONLINE E POLÉMICO 
"Mulheres gostosas são banidas
de propagandas pelas Feminazis"




FONTE: MATIAS PASQUALOTTO

"Pedindo desculpa às feministas" 



Activista político online,  muito conhecido pela sua actividade no YouTube. Ganhou particular destaque por analisar ocorrências políticas e sociais numa óptica fora do comum.


FONTE: EMBAIXADA DA RESISTÊNCIA

.

ESCOLHAS DE SÁBADO

.
COMPRE JORNAIS








.
.

PAVÃO BRANCO



.
.

BOM DIA


.
.
.
46-CINEMA
FORA "D'ORAS"

IV-TERRA SELVAGEM



* Somos mesmo muito desconfiados sobre as prácticas "evangelizadoras" dos séculos XV ao XX, depois de vermos o filme recém exibido "SILÊNCIO" já não desconfiamos, evangelizar é mesmo tiranizar em nome de Deus.

.