sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.

20-A ASCENÇÃO

 DO DINHEIRO

O que também grandes banqueiros
e prestigiados políticos não querem
que se saiba acerca do dinheiro


* Veja também "O DINHEIRO COMO DÍVIDA" editado nas 5 semanas anteriores ao do início  desta série neste mesmo horário.

** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.

HOJE  NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Combustíveis descem na próxima semana

A queda das matérias-primas e a subida do euro contra o dólar justificam a descida dos combustíveis nos postos de abastecimento na próxima semana. Esta será a primeira vez em oito semanas em que se registam descidas nos preços do gasóleo e da gasolina. Na semana passada, as contas do Negócios, tendo em consideração a evolução das matérias no mercado, apontavam para uma descida ligeira nos preços, mas o preço médio dos combustíveis voltou a subir nos postos de abastecimento.
 .
Assim, as contas apontam para uma descida de 1,5 cêntimos por litro no gasóleo e 1,0 cêntimo na gasolina. Fonte do sector confirmou ao Negócios a dimensão das descidas. A última vez a que se assistiu a uma redução dos preços dos postos de abastecimento foi na semana começada a 21 de Novembro.

Esta semana, o preço médio do litro do gasóleo simples é de 1,278 euros, de acordo com os dados disponíveis no site da Direção Geral de Energia e Geologia. Já o litro da gasolina simples de 95 octanas está nos 1,468 euros.

A descida semanal dos derivados de petróleo, que beneficiam do alívio de preços, depois de subidas consecutivas provocadas sobretudo pelo reflexo do corte de produção por parte dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Já o euro subiu frente ao dólar, com a divisa americana a ser pressionada sobretudo pela ausência de novidades sobre a política económica que será prosseguida pela administração Trump. Isto depois de na quarta-feira, Donald Trump ter dado uma conferência de imprensa onde praticamente não falou sobre política económica, ao contrário do que estava a ser antecipado.

* Boa notícia para fechar a ronda pelos principais jornais do dia.

.
.
O PESO DA SAÚDE
  NOS COFRES
DO ESTADO



CLIQUE EM "Programa OLHOS NOS OLHOS"

Se no dia do programa, 28 de Dezembro, não teve oportunidade de ficar mais esclarecido sobre o tema, dispense-se tempo para se esclarecer agora, este programa é extenso mas terrivelmente claro e polémico.
Fique atento às declarações do Dr. Pedro Pinto Bastos.

.
.
HOJE  NO
"DESTAK"
Museu da Casa da Moeda apresenta-se
 em plataforma digital

O Museu da Casa da Moeda vai estar disponível ao público em www.museudacasadamoeda.pt a partir de segunda-feira, divulgando um espólio de mais de 35.000 moedas e 9.000 medalhas, disse à agência Lusa o seu diretor, Duarte Azinheira. 
 .
MUSEU DO DINHEIRO
"O Museu Casa da Moeda é um projeto multidimensional, pois tem a sua expressão fundamental na Internet. Há depois um conjunto de tesouros numismáticos, os mais valiosos da nossa coleção, que estão disponíveis no Museu do Dinheiro [instalado em Lisboa, na ex-igreja de S. Julião], devidamente identificados, e depois terá, como aconteceu no passado, um conjunto de exposições temporárias na Casa da Moeda, em Lisboa", disse Duarte Azinheira.

As exposições temporárias acontecerão no 'site' e, paralelamente, no átrio da Casa da Moeda, em Lisboa, na rua Dona Filipa de Vilhena, onde, na próxima segunda-feira, é apresentada esta plataforma museológica e inaugurada a exposição "Padrões de Poder". 

* A Casa da Moeda tem regularmente exposições de elevado interesse e a visita ao Museu do Dinheiro devia ser obrigatória.

.
.

CHE GUEVARA

A entrevista perdida



* Do tempo em que a utopia era um sentimento...

.
.
HOJE  NO 
"i"
Lisboa. 
Existe um avião diferente a sobrevoar
 a cidade, dia sim, dia não

Uma aeronave de origem russa tem sobrevoado a capital 

Lisboa tem assistido, na última semana, a aterragens e descolagens de um avião pouco comum em Portugal, um Antonov. Uma aeronave de carga de origem russa, com 24 rodas e que tem, neste caso, tripulação ucraniana.
 .

Ao todo, vão ser feitos dez voos, um de dois em dois dias, e o objetivo é levar mais de 700 toneladas de material do Exército português para a República Centro-Africana.

A maior parte do contingente português, que inclui cerca de uma centena de Comandos, irá partir na próxima terça-feira, dia 17 de janeiro, e vai juntar-se aos 12 mil capacetes azuis que nos últimos tempos foram alvo de emboscadas no país africano.

No último carregamento em Lisboa, o comandante da força portuguesa, o Tenente Coronel Paulino, em declarações à TSF, avançou que foi um "desafio" montar toda esta logística e aplicar, na prática, algo que antes só conheciam na teoria: uma projeção ou transporte de tantos meios por via aérea que em perto de 20 dias vai permitir colocar, "rapidamente", mais de 700 toneladas de material que inclui, por exemplo, 55 viaturas, a maioria de combate.

Juntamente com o material, já começaram a ir também alguns militares. A maior parte dos que vão para África são do Exército, quase todos dos Comandos, mas também há alguns membros da Força Aérea.

Cada viagem de um Antonov leva mais de 70 tonaledas de material e todas as partidas são rodeadas de intensas medidas de segurança por parte do Aeroporto de Lisboa.

* Boa viagem para os nossos militares e que regressem todos.

.

LEONEL MOURA

.




Os erros de Trump

Primeiro erro. Imaginar que se pode gerir um país como uma empresa. Ainda mais um país como os Estados Unidos, vasto, diverso e complexo, com um decisivo papel no plano global.

Um país não é uma empresa. Tem um património, a sua história, e um devir, o seu futuro, em nada comparável com um negócio por muito sucesso e longevidade que este tenha.

Acrescente-se que, no caso de Trump, estamos a falar de um modelo de empresa do velho capitalismo. Assente nos negócios imobiliários, hotéis, casinos e muita operação especulativa. Empresa de tipo familiar, pouco ou nada tecnológica, sem inovação ou diferenciação. Em suma, uma empresa do antigamente, obsoleta. Não é difícil prever o efeito que este tipo de gestão terá, e já tem, na política americana. No mínimo, o conflito de interesses é evidente. Confirmado pelo próprio ao não separar claramente o cargo com os seus negócios e recusar fazer a entrega das declarações de impostos.

Segundo erro. Imaginar que basta um bom slogan para criar uma política de sucesso. "Fazer de novo a América grande" pode ter excitado as mentes débeis, mas não se consegue concretizar com o tipo de comportamento e programa promovido pelo novo Presidente. Pelo contrário. A América de Trump tornou-se numa anedota aos olhos do mundo. Não há dia que passe que não surja uma nova trapalhada ridícula. Estamos a assistir a uma acelerada decadência dos Estados Unidos, num contexto global em que emergem outros candidatos à hegemonia económica e tecnológica, como é o caso da China e, a caminho, a Índia. Não se resolve com tweets.

Terceiro erro. A questão do emprego. Usado demagogicamente na campanha, já que Obama deixou este indicador no seu melhor, ou seja, praticamente não há desemprego, Trump promete criá-lo em larga escala. Desde logo, não se percebe com quem? Onde estão as multidões de desempregados a precisar de emprego? Considerando a eventual expulsão de milhões de latinos, a procura do desempregado tornar-se-á talvez uma nova profissão em si mesmo. Abro um parêntesis. Os latinos fazem os trabalhos árduos e sujos. Quem na América de Trump irá trabalhar nas velhas fábricas, limpar a casa e cortar a relva do jardim? Enfim.

Mas a ideia de que se conseguirão criar muitos empregos com o regresso da indústria deslocalizada para a China e outros países demonstra como este Presidente não está minimamente informado. O regresso destas indústrias, que aliás já sucede há cerca de uma década, não cria postos de trabalhos. Pelo menos humanos. A automação extensiva gera efetivamente muito trabalho mas não trabalhadores. É uma ilusão imaginar que regressaremos às fábricas repletas de mão de obra humana. Estamos no tempo das máquinas.

Quarto erro. Com menos importância para o planeta, a economia ou a política global, mas maior para o próprio. O sistemático confronto com os media e muitos jornalistas, frequentemente de forma direta e ofensiva, promete tornar a sua presidência infernal. A sucessão de casos, as intrigas, as fugas de informação, são já o dia a dia de Trump. Imagine-se quando estiver sentado em Washington. É dos livros. Não se pode hostilizar os media e sair incólume.

Dito isto, resta acrescentar que a sorte de Trump não merece comoção. É um homem fora de prazo, incapaz de entender o mundo atual, primário nas ideias e ainda mais nas soluções. Mas se a sorte de Trump interessa pouco, a nossa, de todos os que vivem neste planeta, interessa muito. É que muito provavelmente seremos nós a pagar pelos seus erros.

Artista Plástico

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
12/01/17

.
.


1110.UNIÃO



EUROPEIA



.
HOJE  NO
"A BOLA"
Chelsea pagou a Mourinho e aos 
seus adjuntos 9,5 milhões de euros

O Chelsea pagou a José Mourinho e à sua equipa técnica 9,5 milhões de euros em indemnizações por terem sido despedidos na temporada passada.
 .
Com este valor, revelado esta sexta-feira no relatório e contas da época 2015/2016, o total de indemnizações pagas a Mourinho e aos seus adjuntos ascende aos 36 milhões de euros, desde 2007.

Em 2007, Abramovich pagou cerca de 26,5 milhões de euros, quando despediu José Mourinho na sua primeira passagem pelo Chelsea.

* Por isso o admiramos, sabe gerir os interesses de toda a equipa técnica.

.
.

IV-HISTÓRIA DO SÉC.XX
5- A LENTA RECUPERAÇÃO
DE 1945 a 1968

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
UNFPA
Parteiras salvam vidas em Burkina Faso



 As parteiras salvam vidas. E parteiras bem treinadas poderiam ajudar a evitar aproximadamente dois terços de todas as mortes maternas e neonatais, de acordo com o Fundo de População da ONU (UNFPA). Elas também poderiam fornecer 87% de todos os serviços essenciais de saúde sexual, reprodutiva, materna e neonatal.

No entanto, apenas 42% das pessoas com habilidades de parteira trabalham nos 73 países onde ocorrem mais de 90% de todas as mortes maternas e neonatais. Confira como o UNFPA está ajudando a mudar esse quadro em Burkina Faso, país africano da região do Sahel.


.
.
HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"

Jornalistas querem literacia 
de comunicação nas escolas 
e declarações de interesse

A criação de uma disciplina nas escolas de literacia de comunicação de massas, que ensinem os leitores a filtrar 'notícias', ou a assinatura voluntária pelos profissionais de declarações de interesse foram algumas das ideias recomendadas hoje no congresso de jornalistas.
 
A expressão "medo" foi das mais ouvidas em todas as intervenções na manhã de hoje, sob o tema 'O estado do jornalismo', tendo os jornalistas admitido que existe atualmente muito medo de incomodar fontes, dos chefes ou do desemprego, entre outros.
 .
"Hoje há medo nas redações. Ou alguém duvida?", questionou a presidente do Sindicato dos Jornalistas, Sofia Branco, que juntamente com outros profissionais deu voz a uma comunicação ao congresso, com depoimentos de oito jornalistas, que mantiveram o anonimato porque "não podiam" dar a cara sob pena de sofrerem consequências profissionais.

Em todas as comunicações de jornalistas ao congresso repetiram-se expressões e frases de crítica ao exercício atual da profissão, como "perplexidade", "o estado a que isto chegou", "caixas de ressonância do poder", "falta de análise crítica", "mentiras que se dizem só para justificar atos", como o terrorismo, sem serem previamente confirmadas.

A necessidade de autorreflexão e de cada jornalista olhar para a sua "consciência interior" foi destacada pela jornalista Ana Rodrigues, aproveitando ainda para questionar o ritmo de trabalho atual: "O que acontece se abrandarmos o ritmo de notícias [para edição] 'online'?", questionou, criticando a lógica empresarial que domina, atualmente, as redações.

Um grupo de cinco jornalistas 'freelancer' e precários (que trabalham à peça), de Coimbra até Leiria, também usou a voz no congresso, numa comunicação conjunta, para dizer que "o jornalismo bateu no fundo" e que "quem leva a ética e deontologia para a frente, morre de fome", concluindo pela necessidade de os 'freelancers' se organizarem para melhorarem o desempenho da profissão.

O fim da aposta dos órgãos de comunicação social em correspondentes ou delegados regionais, em cidades como, por exemplo, Coimbra, foi também motivo de crítica dos jornalistas presentes, que questionaram quantos órgãos de comunicação mantêm hoje correspondentes.

Depois de lidas as comunicações, o jornalista da Antena 1, Alexandre Afonso, explicou à audiência que, perante a leitura de tais depoimentos, alterava o discurso que tinha preparado para de improviso dizer: "Fico angustiado, triste. Temos todos de refletir sobre isto", criticando ainda "a pressa" dos dias de hoje, o "excesso de informação" e a importância de os jornalistas se saberem dar ao respeito.

Por sua vez, Carlos Rodrigues, do Correio da Manhã, veio lembrar os tempos de crise e defendeu que "o jornalismo tem de ser uma atividade rentável para os acionistas das empresas" e questionou os interesses por trás da manutenção de órgãos de comunicação social com prejuízo.

"Mais importante do que as declarações de interesses [uma proposta de jornalistas no congresso] é a maior parte da classe ganhar menos de mil euros" mensais, afirmou o jornalista do Correio da Manhã.
Carlos Rodrigues Lima, do Diário de Notícias, falou ainda do "deslumbramento" dos jornalistas, que "santificam" algumas personalidades, e defendeu que a receita para o setor está no próprio jornalismo, ou na sua origem: "O que é bom, as pessoas compram. Mas se não tivermos notícias diferenciadas, ninguém para, olha e escuta", frisou.

Ironizando, Nicolau Santos, do Expresso, disse que a crise foi benéfica para o jornalismo económico e lembrou como os jornalistas "suportaram" a 'troika' e "desculparam falhanços" de governação, tendo também defendido que os jornalistas "não são vítimas de nada", mas se tiverem condições têm sempre uma alternativa. No entanto, não escondeu que essas alternativas podem ter um preço a pagar.

Ao contrário dos três congressos anteriores, promovidos exclusivamente pelo Sindicato dos Jornalistas, o que decorre esta semana conta com as três organizações de jornalistas - Sindicato dos Jornalistas, Casa de Imprensa e Clube de Jornalistas - e acontece 18 anos depois do último congresso destes profissionais.

* A precaridade  na profissão implica a construção de noticiário pouco claro. Existem jornalistas com dificuldades em literacia. Em Portugal temos do pior e do melhor que pode ser feito em jornalismo mas o pior é mais abundante.

.
.

Gisela João

Senhor Extraterrestre

.
.
 HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"
Menina de 15 anos 
filma abusos do próprio avô

Um homem com cerca de 60 anos está em prisão preventiva na cadeia de Braga, desde esta quinta-feira, indiciado de abuso sexual da neta, de 15 anos. 
 .

A menina foi vítima de abusos durante os últimos três anos por parte do avô e filmou a última violação com o telemóvel para provar aquilo que sofria. Mostrou o vídeo a uma professora, que de imediato acionou a Comissão de Proteção de Menores. 

A Polícia Judiciária de Braga avançou para a detenção em menos de 24 horas. O pedófilo, que reside em Braga, foi ouvido em primeiro interrogatório e sujeito à medida de coação mais grave. A menina, que ficava entregue aos cuidados dos avós à noite, já que os pais trabalham, relatou a uma amiga que aquele familiar aproveitava o momento em que estavam todos deitados para se deslocar ao seu quarto e perpetrar os abusos sexuais.

 A colega revelou o caso a uma docente, que terá aconselhado a menina a filmar os abusos. O vídeo feito com o telemóvel da criança está na posse das autoridades. O pedófilo justifica o crime dizendo que estava a preparar a neta para ser adulta. 

* Mais um nojento que devia ficar preso para toda a vida, mais uma criança ferida para toda a vida.

.
.

 HOJE  NO
"OBSERVADOR"

Canonização de Lúcia fica dependente
 do Papa após conclusão 
do processo em Coimbra

O processo de canonização da vidente de Fátima Lúcia de Jesus tem a fase diocesana concluída, anunciou a Diocese de Coimbra, em cuja área faleceu em 2005 a religiosa e onde foi aberto o procedimento.

O processo de canonização da vidente de Fátima Lúcia de Jesus tem a fase diocesana concluída, anunciou esta sexta-feira a Diocese de Coimbra, em cuja área faleceu em 2005 a religiosa e onde foi aberto o procedimento.
 .
QUAL DELAS?
A Diocese de Coimbra revela ainda, numa nota esta terça.feira publicada no jornal diocesano “Correio de Coimbra”, que “a sessão solene de clausura do Inquérito Diocesano do Processo de Beatificação e Canonização da Serva de Deus Lúcia de Jesus se realiza a 13 de fevereiro, no Carmelo de Santa Teresa”, em Coimbra.

O inquérito diocesano “reúne todos os escritos da Irmã Lúcia, os depoimentos das [60] testemunhas ouvidas acerca da [sua] fama de santidade e das [suas] virtudes heroicas”, acrescenta a Diocese de Coimbra.
Após a Sessão de Clausura, todo o material recolhido será entregue na Congregação das Causas dos Santos, em Roma, que dará o adequado seguimento, de acordo com as normas estabelecidas pela Igreja”, adianta o Santuário de Fátima, na sua página oficial na internet.
O processo de “canonização da Irmã Lúcia de Jesus (1907-2005), uma das três videntes de Fátima” passa, assim, agora, para a competência direta do Vaticano e do papa, explica o Santuário, sublinhando que “Irmã Lúcia [fica] mais perto da beatificação”.

A parte inicial da causa de canonização de Lúcia começou em 2008, três anos após a sua morte, depois de o agora papa emérito Bento XVI ter concedido “uma dispensa em relação ao período de espera estipulado pelo Direito Canónico (cinco anos)”.

O padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima, recebeu a notícia com “muita alegria”, mas, salienta, esta alegria “responsabiliza o Santuário e os seus peregrinos naquela que é a sua tarefa primordial, a oração”.

“O desafio que deixo a todos é que rezem para que o processo chegue ao seu termo o mais depressa possível”, disse o reitor, citado pelo Santuário de Fátima.
Todos temos consciência da importância da Irmã Lúcia, a vidente que viveu mais anos; a sua fama de santidade e aquilo que se espera é que possamos apoiar com a nossa oração um processo complexo mas que estamos certos terá bom acolhimento”, acrescentou.
O processo de canonização de Lúcia, cuja abertura ocorreu em 30 de abril de 2008, por decisão do então bispo de Coimbra, Albino Cleto, “demorou alguns anos por causa da quantidade de documentos deixados e a necessidade de os trabalhar bem”, disse ao Santuário de Fátima, Ângela Coelho, vice-postuladora da causa de canonização da Irmã Lúcia.

“Cada página que a Irmã Lúcia escreveu teve de ser minuciosamente analisada e estamos a falar de um universo de 10.000 cartas que conseguimos recolher e de um diário com 2.000 páginas, para além de outros textos mais pessoais”, destacou Ângela Coelho, que é também postuladora da causa de canonização dos pastorinhos beatos Jacinta e Francisco Marto (“os irmãos que, juntamente com Lúcia, segundo o testemunho reconhecido pela Igreja Católica, presenciaram as aparições da Virgem Maria na Cova da Iria, entre maio e outubro de 1917”).

O processo para a beatificação de Lúcia tem de considerar que se está na presença de “uma mulher que viveu quase 98 anos, que se correspondeu com papas, desde Pio XII até João Paulo II”, com cardeais e bispos, entre “muitas outras pessoas”, salientou Ângela Coelho.

* Achamos que para a mentira ficar completa a senhora Lúcia deve ir aos canones.

.
.
5-VERGONHA ALHEIA
 SATA ANAIS



* "Vergonha Alheia" é um conjunto de vídeos produzido pelo site brasileiro "AlfaCon Concursos Públicos"
De uma maneira bem humorada são relatadas várias frases "assassinas" da língua portuguesa. Como em todos os países que adoptaram esta língua como nacional, os atentados à gramática são incontáveis, deixamos-vos com esta peça muito bem apresentada que também serve para reflectir sobre o estado da educação nos nossos países.

.
 .
. 
HOJE    
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
EUA emitem moeda com mulher negra 
a simbolizar a liberdade

Moeda em ouro com valor nominal de 100 dólares
.
A Casa da Moeda dos EUA vai assinalar o seu 225.º aniversário com a emissão de uma moeda de ouro de 100 dólares onde a Liberdade vai ser simbolizada por uma mulher negra.
 .
A moeda de ouro mostra a cabeça da mulher de perfil, com uma coroa de estrelas em uma das faces e uma águia a voar na outra e vai ser lançada a 06 de abril.

A Casa da Moeda adiantou que esta é a primeira de uma série de moedas, de ouro com 24 quilates, em que a Liberdade vai ser representada em desenhos com norte-americanos de ascendência asiática, hispânica e dos originais índios.

Aquela entidade adiantou que o objetivo das moedas é "refletir a diversidade étnica e cultural dos Estados Unidos".

* "Disconcordamos" a cara devia ser a de Trump, grande defensor da xenofobia.

.
.
HOJE  NO 
"RECORD"

Paulo Gonçalves vence 11.ª etapa

À 11.ª etapa do Dakar'2017, finalmente a primeira vitória nacional. Esta sexta-feira, na ligação entre San Juan e Rio Cuarto, Paulo Gonçalves foi o mais rápido em pista, ao deixar o colega de equipa Joan Barreda Bort a 1.09 minutos e, desta forma, também ele se estreou a triunfar nesta edição da prova que é apontada como a mais difícil de todo o terreno a nível mundial.
 .
Numa etapa com 288 quilómetros de especial cronometrados e mais 754 de ligação, o português esteve sempre com um grande andamento, liderando toda a tirada à exceção apenas do WP1/CP1, no qual passou com o segundo tempo (a 11 segundos de Jan van Beveren).

Com este bom resultado, o piloto da Honda ascende uma posição na classificação geral, para o sexto posto, agora a 52.46 minutos da liderança, onda permanece o britânico Sam Sunderland. Ora, se o português não tivesse sido penalizado em uma hora, logo à quarta etapa, Paulo Gonçalves seria neste momento segundo, a apenas 4 minutos do líder...

Em bom plano esta sexta-feira esteve também Hélder Rodrigues, que foi 12.º na tirada, subindo à condição ao nono posto.

* Quem não faz aquelas etapas nem imagina minimamente a dureza da prova, as exigências física e psicológica a que todos os concorrentes estão sujeitos, pelos resultados alcançados Paulo Gonçalves é um super-herói.
.
.

APARATO CHINÊS



FONTE: Fantasma فانتازما

.
.
HOJE NO 
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Embaixador do Iraque chega a acordo
.com família de jovem agredido

O embaixador do Iraque e Rúben Cavaco chegaram a um acordo extrajudicial que implica a não apresentação de queixa por parte da família do jovem.

Ainda assim, o processo decorre autonomamente pelas mãos do Ministério Público, já que o crime de homicídio na forma tentada é público, não dependendo de queixa.
 .
Os filhos do embaixador só serão, no entanto, levados a tribunal caso seja levantada a imunidade diplomática.

Segundo Santana Maia Leonardo, advogado de Rúben, o acordo extrajudicial foi celebrado esta sexta-feira e com este desfecho o "caso fica encerrado" para a família.

"A vítima considera-se reparada do ponto de vista indemnizatório e moral", acrescentou o advogado, sem, contudo, revelar o valor pago ao abrigo deste acordo extrajudicial assinado por ambas as partes.
Apesar de não revelar a verba financeira envolvida no acordo, Santana Maia Leonardo sublinhou que se trata de um "valor justo", tendo em conta que Rúben Cavaco vai recuperar a 100% e não ficará com "sequelas físicas" da agressão perpetrada pelos filhos do embaixador iraquiano.

O advogado da família do jovem de Ponte de Sor (distrito de Portalegre) congratulou-se com este desfecho, tendo em consideração que a agressão acabou por não ter um fim "trágico" e que foi possível obter o entendimento entre "pessoas inteligentes".

A propósito da agressão ao jovem de Ponte de Sor, Santana Maia Leonardo esclareceu que a família de Rúben Cavaco não chegou a apresentar queixa, tendo a ação sido avançada pelo Ministério Público porque se trata de um crime público que não depende de queixa particular.

A agressão aconteceu a 17 de agosto de 2016, quando Rúben Cavaco foi espancado em Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, pelos filhos do embaixador do Iraque em Portugal, gémeos de 17 anos.
O jovem sofreu múltiplas fraturas, tendo sido transferido no mesmo dia do centro de saúde local para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e chegou mesmo a estar em coma induzido. Acabou por ter alta hospitalar no início de setembro.

Os dois filhos do embaixador têm imunidade diplomática, ao abrigo da Convenção de Viena, e o Governo português pediu ao Iraque, por duas vezes, o levantamento desta imunidade, para que os jovens pudessem ser ouvidos em interrogatório e na qualidade de arguidos sobre o caso das agressões.

Em ambas as vezes, as autoridades iraquianas "suscitaram questões jurídicas".
Na última resposta enviada ao Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), divulgada a 06 de janeiro deste ano, as autoridades iraquianas pediram mais informações acerca da "factualidade e sobre as condições de interrogatório de outras testemunhas".

Nesse dia, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse que o Governo português tinha dado por terminadas as comunicações com as autoridades do Iraque sobre o caso e que o executivo iria tomar uma decisão até ao final desta semana.

Ainda nesse dia, a Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou ter recebido um pedido do MNE para que facultasse elementos adicionais que permitissem ao Governo iraquiano deliberar sobre a agressão ao jovem.

Segundo a PGR, a documentação recebida na ocasião seria remetida ao inquérito, para que, nesse âmbito (da investigação), fosse objeto de apreciação pelo Ministério Público.

* Que levais no regaço, não são rosas senhor, alvíssaras muito melhor.

.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA"

Sabe o que é a drenagem linfática?

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que tem por objectivo estimular o sistema linfático - uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo - a trabalhar de forma mais acelerada. Entre os principais benefícios do método estão a redução da retenção de líquido, activação da circulação sanguínea, combate à celulite e até o relaxamento corporal.
 .
Os benefícios gerais da drenagem linfática, como a melhora de inchaço (edema), podem ser sentidos imediatamente. Já no caso da celulite, os resultados dependem de uma série de factores, como alimentação, tabagismo, stress e do grau da celulite, é preciso antes mudar os hábitos que causam a retenção de líquidos. Em quadros mais avançados, são necessárias mais sessões de drenagem linfática para que sejam vistos os resultados. 

* Desconfie das diversas propagandas sobre acções de fisioterapia com melhoria instantânea  ou produtos naturais milagrosos, a drenagem linfática é uma técnica que só deve ser praticada por profissionais acreditados.

.
.

36.Quem avisa
seu amigo é!




.
.


1125
Senso d'hoje

LAUREN SOUTHERN
CIDADÃ CANADIANA
ACTIVISTA LIBERTÁRIA
"TEORIA DA ROTULAGEM,
PRIVILÉGIO BRANCO
É UM MITO PERIGOSO"





.

NOTÍCIAS PARA HOJE

.
COMPRE JORNAIS













.
.

LIMPEZA FELINA



.
.

BOM DIA


.
.

7-TEATRO
FORA "D'ORAS"

IX-A VERDADEIRA TRETA



* Para rever com alegria e saudade ANTÓNIO FEIO, para rever com redobrado prazer o ressuscitado JOSÉ PEDRO GOMES

..