sexta-feira, 16 de junho de 2017

. 
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"
Filho carregou mãe às costas por
 24 andares da torre Grenfell

A história "inacreditável" de um homem de 24 anos que salvou a mãe, portadora de deficiência, depois de a ter carregado às costas desde o topo da torre Grenfell até ao primeiro piso, é um dos mais recentes casos de heroísmos do incêndio em Londres.

"Shekeb tinha de a tirar dali o mais rápido possível. Pegou nos braços dela, pô-los à volta do pescoço e levou-a às costas pelos 24 andares", contou Aref, tio de Shekeb Neda, o recém-engenheiro mecânico que salvou a mãe do fogo que, esta quarta-feira, causou pelo menos 30 vítimas mortais num prédio habitacional em Grenfell Road.
 .
NO DIA DA LICENCIATURA
Flora, de 55 anos, sofre de doença muscular degenerativa e, por isso, não tem a capacidade locomotora de que precisava para fugir às chamas. A condição piorou as hipóteses de sobrevivência que, só por si, já eram escassas. Mas o filho fez-lhes frente e levou às costas a mãe, desmaiada, pela escadaria do edifício.

Flora está em coma no hospital, onde está também o filho, já fora de perigo e a "ficar bom, aos poucos", dizem fontes próximas ao "The Sun". O pai de Shekeb, Mohammed Neda, de 59 anos, está desaparecido. Continuou na casa em chamas quando mulher e filho desceram, e, desde então, não há notícia dele.

* Avassalador.

.

Sem comentários: