quarta-feira, 7 de junho de 2017

.

HOJE  NO 
"DESTAK"

Ex-diretor do FBI confirma que
 Trump pediu que abandonasse
investigação sobre ex-conselheiro

O ex-diretor da polícia federal norte-americana (FBI) James Comey confirmou numa declaração escrita enviada ao Congresso, divulgada hoje, que Donald Trump pediu-lhe para abandonar a investigação sobre Michael Flynn, ex-conselheiro envolvido no caso da alegada ingerência russa nas presidenciais. 
.
Esta informação é divulgada na véspera da audição muito aguardada de James Comey no Comité dos Serviços de Inteligência do Senado (câmara alta do Congresso norte-americano).

Relatando um encontro realizado a 14 de fevereiro na Sala Oval (gabinete presidencial), Comey escreve que o Presidente Donald Trump falou com ele sobre a investigação relacionada com o ex-conselheiro de segurança nacional Michael Flynn, acusado de mentir sobre contactos com responsáveis russos, e declarou: "Espero que possa encontrar uma forma de abandonar isto, de deixar Flynn. É um bom homem". 

* Trump tão perigoso como Putin, só o Senado o pode travar.

.

Sem comentários: