quarta-feira, 10 de maio de 2017

.
HOJE NO   
"AÇORIANO ORIENTAL"

Governo quer evitar o turismo 
de massas e apostar na natureza

A secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, Marta Guerreiro, disse , no Funchal, que o seu executivo vai evitar o turismo de massas e apostar no turismo de natureza.
 
"Apesar de sermos nove ilhas, não queremos, nem temos condições para um turismo massificado", afirmou a governante, realçando que o objetivo dos Açores é promover um turismo "associado ao que de melhor a região tem para dar", que é a natureza.
 .
"Essa é a nossa galinha dos ovos de ouro, aquela que nós preservamos a todo o custo e da qual nunca abdicaremos", sublinhou Marta Guerreiro, após uma reunião com a secretária do Ambiente e Recursos Naturais da Madeira, Susana Prada.

A governante açoriana vincou que o executivo tem "clara consciência" de que o futuro do turismo na região autónoma depende do item natureza.

"Estamos numa fase de grande crescimento, depois de vários anos em que tivemos dificuldades nesta matéria. A Madeira leva mais de um século de história e de sucesso nesta área e achamos que é conveniente partilhar e perceber a experiência que é vivida aqui", declarou, explicando que o assunto será abordado numa reunião com o secretário da Economia, Turismo e Cultura da Madeira, agendada para esta quinta-feira.

A governante destacou o grande crescimento das taxas de ocupação hoteleira, mas vincou que "é preciso planear" e definir "muito bem quais são as políticas que queremos nesta matéria".
Na reunião com a secretária do Ambiente e Recursos Naturais da Madeira foi também analisada a criação do Observatório da Paisagem da Macaronésia (região composta pelos arquipélagos da Madeira, Açores, Canárias e Cabo Verde).

O Observatório tem vários objectivos, sendo o principal dar destaque à paisagem, o que passa por efetuar o levantamento das suas características e do impacto da atuação humana, num processo que deve envolver universidades e outras associações.

* Só podemos concordar, para turismo de massas chega o Algarve e a Madeira. 
Como se aprende com quem sabe valia a pena as  autoridades de turismo dos Açores informarem-se com as autoridades das Galápagos, Equador, que são dum rigor tão bem gerido, no que respeita ao ecossistema, que os turistas não têm dúvidas em aceitar.
Já lá estivemos, sabemos o que escrevemos e as Ilhas de Bruma merecem o melhor.

.

Sem comentários: