terça-feira, 16 de maio de 2017

.
HOJE NO 
"JORNAL DE NOTÍCIAS"


Quase 2,6 milhões de portugueses
 em risco de pobreza

Quase 2,6 milhões de portugueses estavam em risco de pobreza ou exclusão social em 2016, menos 1,5 pontos percentuais que no ano anterior, apesar de um aumento de 79 euros no rendimento mensal das famílias, segundo dados estatísticos revelados hoje.


Os números estão no Inquérito às Condições de Vida e Rendimento feito pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que contou 2,595 milhões de pessoas, entre as quais 487 mil com menos de 18 anos e 468 mil com mais de 65, em risco de pobreza e com outros problemas daí decorrentes.

Casas com falta de divisões habitáveis, sem casas de banho, apertadas e escuras são os problemas nas condições de vida que mais afetam famílias com crianças que se contam entre os que estão em risco de pobreza.

De 2015 para 2016, o rendimento médio disponível por família aumentou 79 euros, para 1.497 euros por mês, ou seja, 17.967 euros anuais. O valor de 2015 esteve ao nível de 2008.

* Expliquem-nos a "inginharia", com mais de 1/4 dos portugueses pobres, como é que o salário médio mensal é de 1.497 €, (300 contos) na moeda antiga, não façam troça.

.

Sem comentários: