sábado, 1 de julho de 2017

.
AFINAL O MUNDO
É MUITO PÉRFIDO

 Um manifestante é alvejado com balas de borracha 
como reação da polícia de choque após confrontos
 iniciados durante protestos contra a corrupção 
e os aumentos de preços, no Rio de Janeiro, Brasil.


Michael Knaapen e John Becker, que se casaram sete anos
 atrás em Toronto, Canadá, reagem à notícia de que a 
Suprema Corte derrubou a Lei de Defesa do
 Casamento (DOMA, na sigla em inglês).


 Tammy Holmes e seus netos refugiam-se embaixo de 
um cais enquantoum violento incêndio no mato 
invade a cidade australiana de Dunalley.


 Thania Sayne se apoia na lápide que marca o túmulo 
de seu marido, morto no Afeganistão em 2011,
 no Cemitério Nacional de Arlington, EUA.


 Um garoto carrega seu cachorro pela enchente causada
 pelas chuvas de monção em Manila, Filipinas.


 Renata Teodoro, 25, à direita, de mãos dadas com a mãe, 
Gorete Borges Teodoro, que foi deportada dos Estados 
 Unidos seis anos atrás, através das cercas da fronteira
 em Nogales, Arizona.


 Uma mulher tenta impedir uma escavadeira militar 
de esmagar uma pessoa ferida após confrontos entre
 forças de segurança e grupos de oposição, que 
deixaram centenas de feridos no Cairo.


 Um paquistanês segurando uma criança nos braços foge
 correndo do local onde explodiu uma bomba num carro
  em Peshawar, no noroeste de Paquistão.


Um homem chuta uma ativista ucraniana do 
movimento feminista Femen enquanto ela, com
 os seios à mostra, ergue o punho protestando 
contra os islâmicos em frente à Grande Mesquita de Paris.


Garotos afegãos brincam com armas de brinquedo
  no primeiro dia do Eid al-Adha, em outubro.


Um manifestante do Bahrein protestando contra o governo
 é engolido pelas chamas depois que um tiro disparado pela 
polícia de choque acertou a bomba de gasolina que ele 
segurava nas mãos e que se preparava para arremessar.



.

Sem comentários: