domingo, 7 de maio de 2017

.
 HOJE NO
"SOL"

Gestor admite ter servido de peão 
entre Salgado e Sócrates

Ex-vice-presidente do BESI e da ESCOM assume que fazia contratos ‘fictícios’ para justificar pagamentos de Ricardo Salgado a José Sócrates. E desfaz a ‘tese’ apresentada por Carlos Santos Silva para explicar o seu enriquecimento.

Pedro Ferreira Neto, antigo vice-presidente do BESI e administrador da ESCOM, admitiu ter sido usado como ‘peão’ nos negócios que levaram a PT à ruína.
 .

No segundo interrogatório a que foi submetido pelo MP, Neto disse que Ricardo Salgado passou dinheiro ao então primeiro-ministro José Sócrates, no sentido em que este usasse a sua influência para travar a OPA da Sonae sobre a PT e apoiasse a compra da Oi.

Esta transferência de dinheiro era feita através de uma offshore – a Pinsong – onde Neto figurava como diretor mas que na realidade era controlada pela ES Enterprises, o saco azul do BES.

Neste interrogatório, Neto também desmentiu Carlos Santos Silva, dizendo que os milhões que foram transferidos para a sua conta nada têm que ver com a venda de umas salinas em Angola, como este afirmou (justificando com isso a sua grande fortuna).

* Pouco a pouco a "seriedade" desta gente começa a vir à tona.

.

Sem comentários: