segunda-feira, 19 de junho de 2017

.
 HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"
China pode ser escolhida para integrar índices mundiais MSCI

Nos últimos três anos esta possibilidade tem sido ponderada, mas tem ficado apenas no papel.

Poderá ser esta terça-feira que as acções chinesas de classe A negociadas em Xangai e Shenzen passam a integrar os índices mundiais MSCI, segundo o Financial Times. Nos últimos três anos esta possibilidade tem sido ponderada, mas tem ficado apenas no papel.
 .
PRAÇAS FINANCEIRAS ONDE O MSCI OPERA

A decisão, se avançar, terá grandes repercussões para os investidores a nível mundial, uma vez que obrigará os fundos de investimento a injectarem milhares de milhões de dólares nas acções chinesas, diz o FT.

A maior gestora mundial de fundos, a BlackRock, apoiou publicamente, pela primeira vez, a inclusão destas acções nos índices MSCI, refere a mesma publicação.

E o MSCI alterou grandemente a sua proposta de inclusão para a tornar mais atractiva para os seus clientes, refere o jornal britânico. A lista de empresas com acções de classe A a ser incluída no índice de referência mundial para os mercados emergentes integrará apenas 169, contra 448 anteriormente.

Assim, se estas acções forem incluídas, representarão apenas 0,5% do índice MSCI para os mercados emergentes e não os 5% da anterior proposta.

* Os movimentos de uma bolsa de valores são captados através de índices de bolsa de valores.
Tais índices englobam o valor em moeda corrente de determinada carteira de ações, consideradas mais representativas no movimento total do mercado, de empresas atuantes em determinados setores da economia ou que se diferenciam devido alguma característica específica. 
A variação do índice espelha a tendência da bolsa - de alta ou de baixa -  num determinado momento do pregão, ou ao final dele, comparando-se com o índice do dia anterior.
Os índices de ações servem como um termômetro para o mercado, pois as ações tendem seguir um movimento em grupo, desvalorizando-se ou valorizando-se conjuntamente, principalmente nos casos onde o índice sofre variações bruscas. 
Os índices podem englobar as ações mais negociadas no mercado a que se referem, as de maior ou menor capitalização, de um sector específico ou mesmo aquelas que se diferenciam e algum aspecto (como por exemplo os índices de dividendos, governança corporativa ou sustentabilidade Empresarial). Eles podem referir-se a um mercado específico, um grupo de mercados ou uma região (como mercados emergentes, desenvolvidos, BRICS, etc).
Outra função importante dos índices é servir como referencial de rentabilidade para fundos e carteiras de ações, que podem buscar replicá-los (gestão indexada) ou superá-los (gestão ativa). 
Com o surgimento dos ETFs, que em sua maioria possuem gestão passiva, esta função tornou-se especialmente relevante e houve a proliferação de diferentes índices criados para serem o benchmark deste tipo de produto.
Diferentes mercados possuem índices mais ou menos representativos, que podem ser calculados pelas próprias Bolsas de valores ou por empresas especializadas, como MSCI, S&P ou FTSE. 

IN "WIKIPÉDIA" 

.

Sem comentários: