sábado, 29 de abril de 2017

.
ESTA SEMANA  NA 
"GERINGONÇA"


Percentagem de famílias em que 
despesas fixas são metade do 
orçamento cai de 35% para 24%

O número de famílias em que as despesas fixas consomem metade do orçamento familiar reduziu-se de 35% em 2016 para 25% em 2017. O dado consta do estudo de literacia financeira da Cetelem que hoje foi divulgado e que envolveu um total de 500 entrevistas.
.
Outro dado particularmente relevante do estudo é o facto de ter crescido de forma muito expressiva o número de família que diz fazer poupanças regularmente. Enquanto em 2016 apenas 4% afirmavam conseguir uma regularidade mensal na realização de poupanças, em 2017 esse valor subiu para 13%. 

O número de famílias que afirma consegui-lo apenas pontualmente subiu também mas de forma menos expressiva, de 29% para 32%. Em contrapartida, reduziu-se bastante a quantidade de famílias que se afirmam incapazes de qualquer poupança: de 59% em 2016 para 47%.

Outro indicador do maior conforto relativo dos portugueses em matéria de rendimentos é capacidade para suportar despesas inesperadas. Reduziu-se em 13 pontos percentuais o número de famílias que responderam não ter capacidade para suportar despesas extra, de 60% em 2016 para 47% em 2017.

* É tudo muito  bonito mas ainda falta muito para Portugal estar bem.

.

Sem comentários: